trilhaunook

Encenação da Batalha do Jenipapo foi apresentada citando heróis da atualidade

DSCN0047

O elenco que compõem  a peça da Batalha do Jenipapo este ano no Monumento só entrou em cena após a entrega das medalhas Heróis do Jenipapo e do Mérito Renascença. Por conta da forte chuva que caiu, a programação foi alterada, e ao contrário do ano passado, tendo a encenação sido assistida por todos os que se encontravam no Monumento, logo no início da programaçao, este ano, ficou para o final, nem mesmo quem recebeu as medalhas esperou para assistir o espetáculo, repaginado e com ricas e modernas abordagens, contextualizando a luta dos heróis do passado aos heróis do presente, que morreram deixando uma marca na história.

A peça de Franklin Pires citou heróis  como Marielle Franco, Fernanda Lages, Chico Mendes, Yarla Lima Barbosa, o Palhaço Chocolate e outros. Este ano, quem assistiu observou a presença forte das tradições religiosas no enredo que mostrou as tradições católicas (na figura e no discurso do padre e da igreja na vida das pessoas), da umbanda - especialmente na vida dos escravos - no episódio da Escrava Felicidade, assassinada a mando da "Sinhazinha" enciumada com a negra, que atraia os olhares e os desejos do seu senhor.

Foi um belo espetáculo, que só perdeu quem não esperou para assisti-lo. A vice-prefeita de Campo Maior Liege Cavalcante que ficou até o final, deixou o Monumento satisfeita com o que viu pela reflexão nos heróis e lutas da atualidade. Como ela, o prefeito Professor Ribinha, o governador Wellington Dias e outras personalidedes, que continuaram no local do espetáculo da Batalha até terminar a apresentaçao da peça.

DSCN0077

DSCN0079

A entidade ao redor do corpo da escrava Felicidade

DSCN0052

DSCN0082

DSCN0088
Texto e Fotos - Valdamir Alvarenga

paraiba60pronto