trilhaunook

Peste suína prejudica comércio e a venda está proibida em Campo Maior

22223444

A presença de focos da peste suína clássica (PSC) no Piauí têm alertado a administração pública e os criadores de suínos. A proibição do trânsito de suínos vivos no Piauí, de uma cidade para outra, e a provável recusa dos piauienses a consumir a carne são pontos que preocupam os criadores. Para eles, o futuro da suinocultura no Estado é de incertezas.

O presidente da Associação de Criadores de Suínos, Pedro Calisto, lamentou a presença do foco da doença e alertou: "Já somos pequenos e, com o risco que está, a capacidade de deixar de produzir é muito grande".

Calista informou que na noite desta segunda (15) haverá uma nova reunião entre os criadores para elaborar uma proposta a ser apresentada ao governo de como amenizar o prejuízo.

Hoje pela manhã, o tema foi discutido em reunião na Câmara Setorial da Suinocultura do Piauí com a presença dos criadores, e técnicos do Ministério da Agricultura e da Agência de Defesa da Agropecuária do Piauí (Adapi).

Sintomas e cuidados
A peste suína é transmitida por meio de alimentos ou água contaminados, contato com animais infectados, equipamentos sujos e roupas de indivíduos que mantiveram contato direto com porcos domésticos ou selvagens que estejam doentes ou possuam o vírus incubado. A doença, chega a matar 90% dos animais jovens e nos mais velhos pode manifestar-se discretamente.

Inicialmente, os porcos apresentam depressão e febre alta, regiões avermelhadas, hemorragia e cor azulada geralmente nas extremidades, axilas, abdômen e face interna dos membros de animais brancos. Também é detectada letargia, convulsões ocasionalmente, ranger de dentes e dificuldade de locomoção.

paraiba60pronto