trilhaunook

Audiência Pública discute Regularização Fundiária e Patrimônio Histórico

9008090

A Câmara municipal de vereadores de Campo Maior realizou na manhã desta quinta-feira (16/05) uma audiência pública itinerante no auditório do Campus da UESPI – Heróis do Jenipapo. Reunindo autoridades dos âmbitos da reitoria da instituição de ensino pública, poder legislativo, sindicato, Ministério Público e demais entidades, foram discutidas a problemática da regularização do terreno do Campus em Campo maior, da conservação do Patrimônio Histórico de Campo Maior e da criação da secretaria de cultura municipal.

Compondo a mesa de honra, estavam presentes o Magnífico Reitor Dr. Nouga Cardoso, o Dr. Geraldo Eduardo e o Dr. Luís Júnior. Representando o poder legislativo municipal, o presidente da câmara municipal de Vereadores Fernando Miranda e os vereadores Luís Lima e Hamilton Segundo. Representando a UESPI de Campo Maior, a diretora Tatiana Gimenez Pinheiro e a coordenadora do curso de História, Vanessa Negreiros. Da ADCESP, a coordenadora geral Professora Rosângela Assunção. Do Ministério Público o promotor Dr. Maurício Gomes, e da gestão municipal o Engenheiro Josino Gomes Oliveira e o secretário Lucas Lima.

800901

Em sua fala, Magnífico Reitor da UESPI, Nouga Cardoso, expôs ao público as reais necessidade do Campus, assim como as possíveis soluções a serem discutidas e posteriormente colocadas em prática, evidenciando a coragem dos professores, alunos e técnicos administrativos: “[...] Todo recurso público para a UESPI de Campo Maior, seja de emenda de deputados estaduais ou federais ou do próprio governo, acaba sendo barrada simplesmente porque não temos a titularidade da terra. Mas mesmo nesta situação, nas gestões anteriores, pudemos fazer grandes investimentos com recursos próprios, trocamos o teto, climatizamos as salas, porém as reformas ficam engessadas por conta deste problema. Estamos aqui hoje buscando uma solução real e efetiva para este problema do campus, para que assim como os outros, ele possa crescer e se desenvolver ainda mais [...]”, disse o reitor.

paraiba60pronto