trilhafull

Uma dupla de motoqueiros abriu fogo contra várias pessoas que estavam bebendo em um bar no Bairro de Flores, em Campo Maior. Pelo menos três pessoas ficaram feridas, duas em estado grave. A Polícia Militar foi acionada e já está realizando diligências para tentar identificar os motoqueiros que atiraram.
policiamilitardecm1

Os atiradores andavam em uma moto preta. Já passava das 19 horas quando a dupla abriu fogo contra os clientes que bebiam em um bar localizado na rótula que divide os Bairros de Flores e Santa Rita, acertando três pessoas.

O caso mais grave é um rapaz identificado Tales, que bebia na companhia de uma garota e de um homem. O casal não foi identificado. 

Tales seria o alvo dos atiradores, mas as balas terminaram atingindo também as companhias do rapaz. Tales foi atingido na perna, enquanto a moça foi atingida na barriga e já o outro homem foi baleado na barriga e corre risco de morte.

Todos os feridos foram encaminhados ao Hospital Regional de Campo Maior e já estão sob cuidados médicos, podendo ocorrer a transferência deles para o Hospital de Urgência de Teresina.

  

 

A Polícia Militar localizou dois veículos semelhantes aos que foram utilizados em duas ocorrências recentes relacionadas a roubos a banco, entre elas o estouro da agência da Caixa Econômica Federal em Altos. Os veículos foram abandonados a poucos metros da BR 402 e escondidos entre a vegetação. Os dois carros foram apreendidos e estão à disposição da Polícia Civil e Federal, e devem passar por exames periciais.

whatsapp image 2018 09 16 at 09.38.32

De acordo com o major Danilo Palhano, comandante da Companhia Independente de Policiamento Turístico (CIPTUR), foram policiais militares do Ceará que localizaram os veículos enquanto faziam varreduras na divisa entre os dois estados. Os carros foram abandonados a cerca de 50 metros da rodovia BR 402, na localidade Lagoa do Camelo, a 7 km da divisa com o Ceará e a 56 km de Parnaíba.

Dentro dos carros, os policiais encontraram os grampos utilizados para furar pneus de viaturas, placas de veículos de vários estados, máscaras, cápsulas de munição deflagradas e luvas. Segundo o delegado Willame Moraes, do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), a probabilidade dos veículos serem os mesmos utilizados nas ocorrências de Altos e Campo Maior é grande por terem sido encontrados estes materiais, geralmente usados em roubos a banco.

Os veículos foram rebocados pela Polícia Civil e ficarão à disposição da Polícia Federal e da Polícia Civil, que devem realizar as análises periciais. Ainda segundo o major Palhano, do CIPTUR, os dois veículos, um automóvel sedan e uma pick-up, têm registro de roubo: o automóvel roubado na cidade de Teresina, e a pick-up em uma cidade do estado da Bahia.

Esta foi a segunda vez em 2018 que a Polícia Militar localiza veículos possivelmente utilizados em roubos a banco na localidade Lagoa do Camelo. Em abril, duas pick-ups foram encontradas pelos donos do terreno onde foram abandonadas, e apreendidas pelo Grupamento da PM de Cajeiro da Praia. Nos veículos, os policiais encontraram rádios comunicadores, câmeras fotográficas, botijão de gás, e grampos para furar pneus.

Com informações G1

ccj6

Na tarde deste sábado, (15/09), 123 alunos da rede municipal de ensino de Campo Maior participaram da Segunda Fase da Olimpíada Brasileira de Matemática - OBMEP. Muitos foram acompanhados dos pais ao Patronato Nossa Senhora de Lourdes - onde as provas foram realizadas.  A Secretaria Municipal de Educação vem preparando os alunos desde o ano passado, com o apoio de toda a equipe da SEMED.

O grande apoio vem também dos professores de matemática, que no contra turno, estão voluntariamente dando aulas de reforços os  preparando para a Olimpíada. O município de Campo Maior pela primeira vez tem alcançado medalhas  nesta olimpíada, pela participação e empenho dos alunos como aconteceu no ano passado com medalhas de bronze.

Por conta destas participações, um aluno da rede municipal conquistou bolsa de estudo no valor de mais de R$ 1 mil reais mensal/ CNPQ, para estudar matemática e os projetos na área. A estudante Ingrid Gomes - da Escola Raio de Esperança (Briolanja Oliveira) conta que participou das revisões e está preparada.

oli4

Micaele Sousa do Nascimento - Escola Raio de Esperança - esta ansiosa para o início da prova. Para ela é estimulante participar. Jean Carlos dos Santos Rocha - Escola Hilson Bona. Desde o ano passado participa. Já conquistou a menção honrosa. Agora está na luta para conquistar uma medalha de bronze, prata ou ouro.

O prefeito Professor Ribinha e a secretária de Educação Conceição Lima estão dando todo apoio aos professores e aos alunos para alcançarem os melhores resultados na educação municipal. Eles acreditam que o futuro das crianças e jovens depende de uma educação de qualidade.

 oli2

Na entrada da escola neste sábado, a SEMED doou um kit aos alunos contendo água, caneta, e chocolate. O prefeito e a secretária desejaram boa sorte a todos nesta segunda fase da Olimpíada. O município começou a conquistar medallhas na OBMEP desde o ano passado, sendo uma de bronze e menções honrosas.

oli1

O aluno campomaiorense Rogério Ricardo Oliveira da Silva, 13 anos de idade, (foto abaixo) da Escola Hilson Bona foi premiado com uma bolsa no Programa de Iniciação Científica Jr. (PIC) pelo bom desempenho que obteve na participaçao da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas no ano passado. Em 13 anos que a OBMEP é realizada, essa é a primeira vez que um aluno de ensino fundamental do município conquista o prêmio.

ccj9

oli5

 ccj11

Aluno premiado na Olímpiada do ano passado recebe homenagem do prefeito e da secretária de Educaçao.

 

Texto e Fotos - Valdamir Alvarenga (CCOM)

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Campo Maior, (APAE), protocolou no Ministério da Saúde e Conselho Municipal de Saúde, o projeto para a habilitação de uma Clínica Regional de Reabilitação, que vai atender, mensalmente, 200 pessoas com deficiência intelectual e múltipla.
apaeclinica 21

A Clínica Regional de Reabilitação funcionará na sede da APAE de Campo Maior, (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), com o objetivo de garantir o acesso ao atendimento especializado necessário para a reabilitação e promoção de saúde das pessoas com deficiência.
apaeclinica 15 

A diretora pedagógica, Iracema Brandão, explica que na região de Campo Maior existe quase 3 mil pessoas com deficiência intelectual e múltipla necessitando de acompanhamento especializado.

O projeto da Clínica de Reabilitação contará com o apoio da Prefeitura de Campo Maior e por isso o prefeito Professor Ribinha fez, nessa semana, uma visita à sede do APAE para conhecer o local onde será construída a clínica.
apaeclinica 4

O gestor, que foi recebido pela diretora Iracema Brandão e por alunos, garantiu parceria no empreendimento que atenderá pacientes deficientes físicos de toda a região dos Carnaubais.
apaeclinica 33

paraiba60pronto