trilhaunook

1112

Nesta terça-feira 5/2, o prefeito professor Ribinha e o Secretário de Saúde, Marcelo Miranda, fizeram questão de estarem presente no embarque dos pacientes do Centro de Atenção Psicosocial - CAPS que foram para um passeio no Zoobotânico.

O Projeto Estação Cultural tem objetivo de disponibilizar aos usuários visita as instituições, buscando ampliar o universo cultural e inserção social, considerando que a cultura e laser também compõem a reabilitação psicossocial ampliando os espaços de convivência, socialização e cidadania.

1113

118

1333

A realização de obras vai ser a grande prioridade da Prefeitura de Campo Maior em 2019. Foi isso que o prefeito Professor Ribinha explicou ao poder legislativo municipal na abertura dos trabalhos da Câmara de Vereadores na tarde desta terça-feira (05/02). O gestor leu na tribuna da casa a mensagem oficial do executivo para este ano. 

As ações na zona do município foram destacadas pelo prefeito como grandes avanços conquistados no ano passado. Ele citou construção de pontes, recuperação de estradas, melhorias no abastecimento de água, reformas de unidades de saúde e instalação de academias. 
ribinhacamara2

Para esse ano, a construção de calçamento em bairros e a intensificação de obras de saneamento básico serão alvos da gestão municipal. “Nosso objetivo é transformar nossa cidade em um verdadeiro canteiro de obras com calçamentos, construção de escolas, construção de novos sistemas de abastecimento de água, novas estradas. Sem esquecer do pagamento em dia de nossos servidores.” 
ribinhacamara1

A crise financeira e a instabilidade dos municípios brasileiros com o novo governo da república também foram citadas pelo prefeito. Ele anunciou cortes para o enfrentamento das dificuldades. “É importante manter as escolas abertas, a maternidade e as unidades básicas de saúde em funcionamento neste tempo de crise que o Brasil está vivendo. Vamos apertar as despesas para garantir os serviços e as ações novas”, afirmou. 
ribinhacamara3

O presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda, ressaltou a importância da presença do prefeito na abertura do ano legislativo. Líder da bancada de situação, o vereador Edvaldo Lima falou sobre a importância de cortes no orçamento para adaptar a gestão ao tempo de crise. O vereador Hamilton Segundo, líder da bancada de oposição, agradeceu a presença do prefeito  e enalteceu a importância do diálogo entre os poderes legislativo e executivo.
ribinhacamara

A Prefeitura de Campo Maior realizou o pagamento dos servidores efetivos da Educação do município nesta terça-feira (05/02). O depósito era esperado para a segunda semana de fevereiro, mas aconteceu nesta semana que antecede o início do período letivo de 2019.
prefeitoeducacao

Outra surpresa está nos próprios valores. O primeiro vencimento de janeiro já chegou com o acrescimento de 4,17% de reajuste. Ao todo, 1,3 milhão foram investidos na economia do município com o pagamento. 


“Desde o início de nossa gestão que tenho aplicado anualmente o reajuste. Essa é uma forma de valorização de nossos educadores. Esse ano nossos esforços foi para que o pagamento saísse antes da volta às aulas. E foi possível realizar devido nosso planejamento financeiro”, destacou o prefeito Professor Ribinha.O gestor afirmou que a medida contribui com vários setores da economia local.


“Não tenho dúvidas que estamos melhorando a vida de toda a cidade com essa atitude. Melhorando a vida dos servidores que recebem e pagam o comércio da esquina, a manicure e a cabeleira. E melhorando também a nossa economia. Esses servidores vão aproveitar a última semana de férias para ir ao centro, comprar nas lojas, pagar suas prestações, reunir os amigos numa churrascaria”.


A secretária de Educação Conceição Lima explicou que a antecipação do pagamento é parte de uma série de medidas adotas para iniciar o ano letivo. Ela destaca também a aquisição de novos equipamentos, livros didáticos, melhorias estruturais em escolas e salas de aula, melhorias no transporte e na merenda escolar.

4545098

A partir desta terça-feira (5), o botijão residencial, de até 13 quilos de gás liquefeito de petróleo (GLP), ficará mais caro. O novo preço médio do produto, anunciado pela Petrobras, será de R$ 25,33.

Em nota, a Petrobras informou que a alta será de R$ 0,26, ou 1,0% em relação aos preços vigentes desde o último reajuste, em novembro de 2018. A desvalorização do real frente ao dólar foi o principal fator para a alta.

O produto tem reajustes trimestrais. Esse valor, entretanto não é o que chegará ao consumidor final, porque o produto precisa passar pelas distribuidoras e depois pelas revendedoras.

O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que o reajuste vai variar entre 0,5% e 1,4%.

Atualmente, o preço do botijão de gás residencial em Campo Maior custa, em média, R$ 80. 

paraiba60pronto