trilhaoutubro2018

55590
FOTO: DIVULGAÇÃO / POLÍCIA
 
Neste final de semana, um casal foi flagrado furtando celular dentro da Farmácia Extra Farma, localizada na Avenida Demerval Lobão, no centro de Campo Maior. Segundo a polícia, as câmeras de segurança da farmácia registraram o momento da ação do casal. Um deles pega o aparelho celular e tenta despistar usando como escudo um pacote de fraudas descartáveis. Toda a ação foi filmada pelo circuito interno de segurança. 
 
O gerente da farmácia disse que a ação do "casal furtão" acorreu no último sábado 3/2, e que após sentir falta do aparelho celular no setor de celulares verificou as imagens de segurança e costatou o momento do furto. A polícia foi acionada e está analisando as imagens para tentar identificar o casal. 
 
66676
 
8809

Na manhã desta segunda-feira, uma equipe da Policia Militar de Campo Maior comandada pelo Capitão PM Paulo, durante a realização de rondas pelo Bairro flores, após atitude suspeita, os militares realizaram a abordagem ao menor de iniciais A.S.S de 15 anos de idade, que ao ser interpelado tentou se desfazer de supostas pedras de crack, arremessando os objetos em um telhado de uma residência.

drogascom menor

Os policiais ao avistarem os supostos objetos de natureza entorpecente sendo arremessados, realizaram a busca na qual foi possível contabilizar um total de 31 (trinta e uma) pedras de crack. Em seguida a guarnição conduziu o menor a Delegacia Regional de Campo Maior. Ainda durante a condução do menor os policias deram voz de prisão a uma mulher identificada apenas como Vanessa, que segundo os policiais é irmã do menor, a jovem teria desacatado os policiais durante a condução do jovem.

55554

O ano Legislativo de 2018 foi aberto na manhã desta segunda-feira (05), às 8h, com realização de desfile militar e revista em tropa feita pelo presidente interino da Casa, deputado Evaldo Gomes (PTC). O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB) não participou da solenidade em virtude de uma audiência com o presidente da República Michel Temer (MDB) no Palácio do Planalto que também acontece nesta segunda.

Os deputados compareceram ao desfile ocorrido na avenida marechal Castelo Branco em frente ao Palácio Petrônio Portela, sede do Poder Legislativo. “Esse ano será um ano de conversa, de diálogo. E esperamos que seja também um ano produtivo para o Estado do Piauí e o Brasil passaram por uma crise feroz, econômica e política. Mas o nosso Estado tem mantido o equilíbrio graças as ações do Governador Wellington Dias (PT), com o apoio do parlamento estadual. No ano passado, mesmo com as divergências e discussões mais acaloradas, nós conseguimos manter o equilíbrio e colaborar com o Governo do Estado”, disse o deputado Evaldo Gomes.

Compareceram à solenidade 18 deputados estaduais. E sobre a ausência dos parlamentares de oposição, o presidente em exercício disse que é preciso saber separar política do campo administrativo e parlamentar. “Eu respeito a decisão de cada um mas era muito importante que todos estivessem aqui em respeito a essa Casa”, completou o deputado.

  

Após a revista em tropa, os parlamentares seguiram para sessão plenária com a presença do governador Wellington Dias, que, em obediência ao que determina a Constituição Federal, fará a apresentação da mensagem anual.

  

A partir desta terça-feira (6), as sessões plenárias contarão com o ritmo normal, incluindo a leitura das proposições apresentadas e pronunciamentos dos parlamentares.

33233
 
O Juiz da 1ª Vara Criminal da Comarca de Campo Maior, Míccio Miguel Meira, proferiu sentença em desfavor de Marco Antônio Rodrigues Viana,  “Marquinhos”, a 15 anos de prisão pelo estupro de uma enteada. Marco Antônio é acusado ainda por outros casos de violência contra crianças e responde ainda por furto e roubo.
 
Segundo a sentença do magistrado o acusado estuprou a enteada de 14 anos de idade acorrido no Bairro Santa Rita em Campo Maior. A menor era filha de sua companheira. O acusado é acusado ainda de ter praticado outros crimes de estupro contra menores de idade em Campo Maior.  Segundo a sentença, a pena deverá ser cumprida em regime fechado e o réu não poderá recorrer em liberdade. 

paraiba60pronto