trilha maio

A Delegacia de Polícia Civil de Castelo do Piauí realizou ontem, 23/05, a Operação Castellum Stone. A operação visou a desarticulação do esquema criminoso de tráfico de drogas em Castelo do Piauí e deu cumprimento a mandado de busca domiciliar, que resultou na prisão em flagrante do traficante Luis Soares da Luz (Luís Cecílio) e apreensão de 750 pedras de crack.
traficocastelo3

A droga estava embalada e pronta para comercialização. Os policiais também apreenderam a quantia de R$ 321,00, material plástico utilizado para embalar a droga e uma motocicleta que era utilizada para fazer entrega (delivery) do entorpecente.
traficocastelo2

A Polícia Civil fez também, na última quinta-feira (dia 18/05), a prisão em flagrante do traficante Antônio Francisco Soares Lima (Capila), o qual era foragido do sistema prisional e continuava exercendo o tráfico na cidade, inclusive com recrutamento de adolescentes para a venda de drogas.

O resultado é fruto do trabalho de investigação dos Policiais Civis de Castelo do Piauí que, mesmo de greve, continuou a investigação que durava 7 meses.
traficocastelo

 

      

  

aac3

O CRAS em Ação por uma Comunidade Sustentável está nesta quinta-feira, 24/05, no Bairro São João, atendendo pessoas de vários bairros entre eles além do São João, o Parque Recreio, Renascer, São Luís, Água Azul, Lourdes e adjacências.

 O Programa conta com uma programação com vários serviços e benefícios para a comunidade assistida pela Secretaria Municipal de Assistência Social - SEMAS.

 " O evento é voltado para a sustentabilidade, é o CRAS por uma Comunidade Sustentável", explicou a assistente social Raissa Medeiros.

Algumas pessoas, a exemplo das donas de casas Maria do Carmo e Lenita Marinho foram buscar informações de como preparar uma horta comunitária no quintal de casa. Elas querem reduzir os custos com estes produtos, utilizando diariamente no preparado dos alimentos.

ac

"Acho a ação boa, vim saber como preparar uma horta. Os produtos estão caros e a saída é esta, produzir em casa", disse Maria do Carmo.

É o dia todo de atividades. A SEMAS levou sua exposição artesanal com produtos de qualidade. Além da exposição do que é produzido nos CRAS há também a Expolzico, artesanato produzido nas comunidades.

Pessoas com aptidões para a produção, desenvolvendo talento e agregando valor ao que faz. Tudo isto é mostrado nesta Ação Sustentável.

A secretaria Nilzana Gomes acompanha as atividades. Pela manhã ela entregou o passe livre a idosos e viu uma multidão participando do dia de beleza, cortando cabelo, fazendo unhas e recebendo roupas do bazar social. Cada pessoa poderia escolher até quatro peças.

ac2

ac5ddd

ac7

Texto - Valdamir Alvarenga

7776767654333

Um público seleto se reúne na sede da Academia Campomaiorense de Artes e Letras (ACALE), para falar sobre músicas, poesias, cultura, pintura e memórias de nosso município.

Para a acadêmica da ACALE, Ana Maria Cunha, um dos objetivos do encontro é abrir as portas para a descoberta de novos talentos, novos artistas. Cada encontro são apresentados novos talentos, que nem sempre é um artista literário e que não fazem parte da Academia.

"Campo Maior é o celeiro de talentos, de artistas até mesmo desconhecidos e nesse encontro são apresentados novos talentos, resgatamos a história de Campo Maior, enfim, é um bate papo literário ilustrado com poesia e música", destacou Ana Cunha.

A 5ª edição do encontro reuniu: Jorge Câmara Lemos, Marcos Roberto Monte, Pádua Júnior, Socorro Barros, Zildene Mourão, Maria Pessoa Cruzinha, Juliao, Maria da Cruz, Cleiton (artesão), Além dos acadêmicos Moacir Ximenes, Ana Maria Cunha, Antonia Pessoa, Avelina Rosa Melo Cunha, Jesus Araújo, Corinto Brasil e Luciana Gomes.

2333343333

433323333

45556765455

45554322234

43333333377

A reclamação por falta de médicos no Hospital Regional de Campo Maior continua intensa. Um usuário usou as redes sociais para denunciar o caso em que precisou levar um amigo às 8:00 horas para ser atendido na unidade e após 5 horas de espera não foi atendido, segundo ele, por falta de médico no local.

Em sua postagem na rede social o usuário diz que esperou com seu amigo doente até as 13:00 horas e saíram sem ser atendidos. Ele disse ainda que entende a força de vontade dos funcionários, mas que sem estrutura e sem médicos o serviço não funciona.

 

CONFIRA O POST E OS COMENTÁRIOS

 

500903666687

500904

500906

paraiba60pronto