Trilha JONAS 01112017

Governo lança edital com 3 mil vagas via Universidade Aberta do Piauí

5883444

Foi lançado nesta quarta (14) o edital para cerca de 3 mil vagas para o curso de bacharelado em Administração para 60 municípios pela Universidade Aberta do Piauí (Uapi), criada pelo governador Wellington Dias no ano passado através de decreto estadual, com aval do Ministério da Educação. Por meio de parceria entre a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Piauí (Fapepi), o Sistema Universidade Aberta do Piauí tem como objetivo expandir o ensino superior à distância.

O reitor da Uespi, Nouga Batista, considera a meta de universalização do ensino como ousada e precursora por parte da administração Estadual."É importante lembrar que o Piauí já possui 87 municípios com a modalidade ensino à distância ofertados pela Universidade Federal, pelo IFPI e pela Universidade Estadual. O grande diferencial é que esses cursos ofertados já existentes são custeados pela Capes e esses que lançamos o edital hoje são 100% financiados pelo Governo do Estado do Piauí”, explicou o reitor.

A Uapi receberá investimentos de cerca de R$ 27 milhões ao longo de quatro anos para a formação dessas primeiras turmas. Inicialmente será ofertado o curso de Administração, com a possibilidade de ampliação para outras áreas de conhecimento. A quantidade de vagas segue o modelo tradicional, de 40 alunos por turma, tendo como diferencial a responsabilidade compartilhada entre as instituições parceiras.

De acordo com o diretor do Núcleo de Educação a Distância (EaD) do Piauí, Arnaldo Brito, a implantação e funcionamento dos polos acadêmicos vai transformar a realidade das  cidades contempladas. “Em princípio, estudamos quais os cursos com maior demanda e vimos que a maior demanda é na área de administração. Os municípios, as prefeituras têm essa carência que vamos conseguir sanar ao implementar o curso de bacharelado em administração. Estamos com a proposta para novos cursos no ano que vem e pensando na implantação de cursos nas áreas do turismo e das ciências contábeis, de acordo com a demanda de cada região”, adiantou o diretor da NEaD.

Arnaldo Brito ainda reforçou o papel da ação do governo como um grande passo rumo à realização do ciclo completo de educação em todos os municípios do Piauí. “Vamos levar educação para todos os municípios fazendo com que os alunos não precisam sair das suas cidades para ter acesso ao ensino superior”, pontuou.

Mediação tecnológica

A Secretaria de Educação (Seduc) garantirá a parte física, tecnológica e administrativa. A Uespi será responsável pelo ensino, pesquisa e extensão; e a Fapepi realizará o pagamento das bolsas de todos os profissionais envolvidos.

“A Seduc é a grande mantenedora do sistema Uapi, principalmente na oferta de infraestrutura e tecnologia. As aulas serão realizadas através do canal Educação. Em Teresina, por exemplo, haverá uma cabine de transmissão que vai transmitir ao vivo aos 60 municípios, algumas aulas do curso. Os polos contam com salas equipadas com o quites do canal que permitem a interação do aluno com o professor, ao vivo”, informou Orisvaldo de Castro, gerente de Redes da Seduc.

Graduação nos municípios

Assinaram o decreto de lançamento do edital o governador Wellington Dias, a scretária de Educação Rejane Dias, Francisco Guedes (Fapepi) e o coordenador de Mediação Tecnológica, Mário Ângelo.

Para o governador, a medida representa a oportunidade de milhares de piauienses se formarem para o emprego ou para o empreendedorismo. Dias explicou que o objetivo é fomentar graduações e especializações em áreas de empreendedorismo, comércio e da indústria somados à rede estadual de educação técnica. "Estamos chegando a 135 municípios com polos da Uapi. Vamos chegar aos 224 municípios. O Piauí, em 2018, será o primeiro estado do Brasil ou a primeira província do mundo a ter todos os municípios com o ciclo completo da educação, com creche, ensino infantil, técnico, jovens e adultos, superior e especialização", afirma Dias.

Representando os prefeitos das cidades contempladas com a implantação do curso, o prefeito de Curimatá, Valdecir Junior, agradeceu o esforço institucional das secretarias de governo. “A Uapi será um instrumento para o acesso ao Ensino Superior e para a qualificação e  requalificação para o mundo do trabalho, principalmente nas nossas cidades, onde há aqueles que mais precisam desse acesso”, contou.

Municípios beneficiados

Cajueiro da Praia; Cocal; Batalha; Brasileira; Domingos Mourão; Joaquim Pires; Lagoa de São Francisco; Matias Olímpio; Milton Brandão; São João do Arraial; Pedro II; Assunção do Piauí; Boa Hora; Buriti dos Montes; Cabeceiras; Capitão de Campos; Nossa Senhora do Nazaré; Juazeiro do Piauí; São João da Serra; São Miguel do Tapuio; Alto Longá; Altos; Barro Duro; Curralinhos; Jardim do Mulato; José de Freitas; Hugo Napoleão; Lagoa Alegre; Olho Água; Palmeirais; Teresina - zona Sul; Lagoa do Sítio; São Félix do Piauí; Santa Cruz dos Milagres; São Miguel da Baixa Grande; Belém do Piauí; Francisco Macedo;  Padre Marcos; Fronteiras; Santana do Piauí; Vila Nova do Piauí; São Francisco do Piauí; Conceição do Canindé; Guaribas; Capitão Gervásio de Oliveira; Nova Santa Rita; Nazaré do Piauí; Socorro do Piauí; Bertolínia; Jerumenha; Landri Sales; Ribeiro Gonçalves; Avelino Lopes; Colônia do Gurguéia; Cristalândia; Cristino Castro; Curimatá; Currais; Palmeira do Piauí e Santa Filomena.