trilhaoutubro2018

PI terá maior parque de energia solar da América Latina, diz governo

43333

O governador Wellington Dias (PT) anunciou, nessa quarta-feira (24), o início da construção do maior parque de energia solar da América Latina, no sul do Piauí. O empreendimento, denominado “São Gonçalo”, ficará no povoado Santa Marta, zona rural de São Gonçalo do Gurguéia, a 790 km de Teresina.

Em reunião com representantes da Tozzi Industrires, empresa contratada para a execução das obras físicas, ficou definido o início dos trabalhos para o dia 5 de novembro. A intervenção representa uma injeção significativa de recursos no estado.

"É um investimento de R$ 1,2 bilhão na fase inicial, chegando a R$ 3,6 bilhões até a conclusão. Representa emprego e renda para aquela região e vamos apoiar em tudo que pudermos" revelou o governador.

A área adquirida para instalação do parque tem 600 hectares. A licença ambiental foi emitida quinta-feira passada. No momento, operários trabalham na retirada da vegetação. O próximo passo é a construção do acampamento e do canteiro de obras. A expectativa é de gerar 1.400 postos de trabalho.

“A nossa intenção é incentivar as empresas locais e a contratação de trabalhadores da região. Notamos pessoas qualificadas na região, faltando apenas experiência. Com esse projeto, geraremos muitos empregos”, ressaltou Felipe Vieira, superintendente civil da Tozzi.

O governo fará investimentos em diferentes áreas para garantir a infraestrutura e os serviços necessários para a instalação do empreendimento. Por determinação do governador, técnicos das secretarias de Educação, Saúde, Segurança, Tecnologia e Trabalho, estão realizando levantamentos na região de São Gonçalo do Gurguéia para providenciar estruturas de hospital, capacitação de mão-de-obra, sinal de internet, entre outras.

“O hospital regional de Corrente será um suporte para São Gonçalo. Ele está passando por ampla reforma, em breve contará com UTI”, pontuou o secretário do Estado da Saúde, Florentino Neto.

A primeira fase de construção do parque São Gonçalo deve durar um ano e meio. A estrutura inicial permitirá a geração de 475 megawatts de energia, o dobro da capacidade do maior parque de energia solar em operação na América Latina, o Nova Olinda, localizado em Ribeira do Piauí. Depois de concluídas todas as etapas, o que deve ocorrer em 4 anos, São Gonçalo poderá atingir a geração de 875 megawatts de energia limpa.