trilhaunook

ESTADUAL

 

899900006665

O secretário de Administração, Merlong Solano (PT), comentou sobre a redução de 10% no Fundo de Participação do Estado (FPE), realizada pela União e afirmou que o governo estuda o impacto disso nas finanças. Segundo ele, a queda de R$ 79 milhões pode trazer dificuldades para os pagamentos da Folha de Pessoal e do 13° salário.

Merlong afirma que a queda traz uma dificuldade a mais para o governo diante do período de crise econômica que o país e os estados vivem. A previsão é que ocorresse um aumento e os estados foram surpreendidos negativamente com essa diminuição.

"Ainda não conversei com o secretário de Fazendo sobre isso. É uma dificuldade adicional muito significativa. Isso pode dificultar a previsão das reservas para o 13º salário. Da maneira como planejamos o fluxo de caixa, todo mês reservamos algo para o 13º. A determinação do governador é para não atrasar a folha", disse.

Merlong também reagiu às críticas de que no momento de crise, o governo estaria aumentando a contratação de comissionados. Ele afirma que faz parte do processo de reorganização do Estado.

"No dia 2 de maio o governador exonerou os comissionados. Agora ocorre a recomposição da equipe. São 3.100 comissionados que fazem a estrutura do estado. Depois das exonerações, não atingimos esse número", disse.

 

888654443

 

Com a finalidade de estimular e despertar o interesse dos alunos pelas ciências, o programa Ciência na Escola, do Ministério da Educação (MEC), abre as inscrições para a Olimpíada Nacional de Ciências (ONC), a partir do dia 1º de junho pelo site www.onciencias.org.

Essa é a 4ª edição da olimpíada realizada em todo o país, que tem como sede de coordenação geral a Universidade Federal do Piauí (UFPI). A expectativa é que mais de 1 milhão de jovens estudantes em pelo menos 2 mil municípios brasileiros participem. Todos os estudantes do 9º ano do ensino fundamental e Ensino Médio regularmente matriculados podem participar da ONC.

O coordenador geral da ONC, o professor de Química e doutor em Educação, Jean Carlos, deixa claro que a olimpíada não é uma competição, e sim uma forma de integrar escolas e ensino do país, e assim identificar e incentivar o ingresso de estudantes nas áreas científicas e tecnológicas. "Em um momento atual em que as ciências vêm tendo um papel de destaque no cenário mundial na procura de soluções para o desenvolvimento do ser humano de forma integrada ao nosso planeta, nada mais louvável que ações como a ONC que estimulem este interesse dos nossos estudantes pela área das ciências", reforça o coordenador.

Durante a ONC, de uma forma bem atrativa, uma série de desafios é proporcionada aos estudantes para que eles aprimorem o desempenho. Eles respondem questões multidisciplinares, que envolvem os conteúdos de astronomia, biologia, física e química, em duas etapas.

Na 1ª fase, que será realizada de 15 a 17 de agosto, a própria escola aplica e corrige a prova e registra as notas pelo sistema do site. A lista dos alunos classificados será publicada no dia 31 de agosto. Os que forem para a 2ª fase, marcada para o dia 21 de setembro, farão outra prova nas coordenações regionais da ONC em cada estado do país. "Os coordenadores enviam representantes às escolas que aplicam os exames e os enviam para correção na comissão geral de provas", explica o professor Jean Carlos.

O resultado final será divulgado no dia 1º de novembro. Os alunos premiados participarão da solenidade de premiação no dia 28 de novembro na capital do estado com maior número de alunos premiados.

Todos os estudantes que tiveram bom rendimento recebem certificados, e os melhores classificados são contemplados com medalhas de ouro, prata e bronze.

Um detalhe importante é que para se inscrever, a escola precisa se cadastrar no site na ONC. A organização recomenda que a escola inscreva todos os alunos, para que nenhum fique de fora, caso resolva fazer a prova.

5555432

Cerca de 84 vagas devem ser abertas no Piauí pelo novo edital do Mais Médicos. Seis meses após a saída dos cubanos, algumas cidades piauienses, como João Costa, ainda estão sem profissionais na Atenção Básica de Saúde.

"Nesse edital, as inscrições são só para médicos brasileiros. Essa lista com 84 vagas é preliminar. O Ministério ainda está trabalhando, pois tem municípios que tinham saído do programa e pediram para retornar e isso está sendo analisado [...] municípios que são do programa, tem vagas em aberto e não estão lá. Por isso essa lista é preliminar e a oficial ainda vai sair", disse Idivani Braga, coordenadora do Mais Médicos no Piauí.

Em entrevista ao Notícia da Manhã, nesta terça-feira (14), ela cita que a cidade de João Costa está sem profissional de saúde do programa e acrescenta que a maioria das desistências se dá em decorrência de residências médicas.

"Em João Costa entrou médico substituto e depois saiu para residência. Nesse momento esse município não tem nenhum médico. O que acontece é que eles se inscrevem no Mais Médicos, mas ao mesmo tempo já estão inscritos nos projetos de residência. Daí, caso não passem na residência, têm um emprego no Mais Médicos. Consequentemente, os que passam nos cursos de residência optam por esta. Alguns outros casos são médicos que não se adaptam ao regime do Mais Médicos que é dedicação de 32 horas na unidade de saúde e 8 horas de estudo", explica Braga.

Pelo novo edital, as inscrições ocorrerão entre 27 e 29 deste mês pelo site do programa. A previsão é que os profissionais comecem a atuar a partir de junho. O contrato dura por três anos.

 

34455550

O Governo do Estado, por meio da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Piauí (Adapi), lançou nota técnica, no último sábado (13), na qual confirma o segundo foco de peste suína clássica (PSC) em território piauiense. A doença, também chamada de febre suína ou cólera dos porcos, foi identificada em outra propriedade no município de Lagoa do Piauí, próximo ao local onde o primeiro foco havia sido encontrado.

O Grupo Especial de Atenção às Enfermidades Emergenciais ou Exóticas (Gease) da Adapi recebeu o laudo positivo no final da sexta-feira (12) e no dia seguinte executou todos os rigorosos procedimentos presentes na legislação federal, a Instrução Normativa Nº 27, de 20 de abril de 2004, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, que consistem desde o abate dos animais à sanitização de veículos, pessoas e objetos que tiveram contato com os porcos. Ao todo, quinze suínos foram sacrificados. Somados aos seis do primeiro foco, totalizam-se 21 animais abatidos no estado até o momento.

O gerente de Defesa Sanitária Animal da Adapi, José Idílio Moura, conta que o encontro do novo foco foi resultado do trabalho contínuo que tem sido feito na região de Lagoa do Piauí somado ao empenho dos órgãos do setor e apoio dos produtores rurais. “Nós intensificamos a vigilância em todo o município. Estamos colhendo material para encaminhar ao laboratório. Nesta propriedade, o material foi colhido durante a semana e então obtivemos a confirmação, exatamente por conta da intensificação da vigilância na região. Se a gente deixasse quieto, não encontraríamos”, ressalta.

Moura pede ainda que a população contacte a Adapi assim que algum sinal clínico seja detectado nos suínos (veja quadro abaixo) a fim de evitar que a doença se propague. “Estamos tendo o feedback, o produtor está nos comunicando das suspeitas e estamos muito eficientes na vigilância. Também estão aqui o Ministério da Agricultura, a Superintendência Federal da Agricultura, a prefeitura que está dando todo o apoio cedendo maquinário, pessoal, e o Batalhão Ambiental da Polícia Militar”, descreve.