trilhaoutubro2018

ESTADUAL

 

7600145

A Secretaria Municipal de Saúde de Campo Maior em parceria com o Hemopi e a Loja Maçônica Araújo Chaves nº12, realiza na próxima sexta-feira 21/7, de 8h às 16:30h, mais uma campanha de Doação de Sangue.

O Centro de Hematologia do Piauí disponibilizará no Serviço de Atendimento Médico Único Diário – SAMDU um posto de coleta de sangue para colaboradores e comunidade em geral. 

DOAR É PRECISO

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que de 3% a 5% da população de um país doe sangue, mas, segundo o Ministério da Saúde, este índice não chega a 2% no Brasil.

Hortência Rocha, Gerente de doação do Hemopi, destaca a empolgação e a solidariedade Da população de Campo Maior que se engaja no processo de incentivo de novos doadores. Segundo ela, além de repor os estoques do banco de sangue, essa campanha emergencial ajuda a conseguir novos doadores fidelizados, ou seja, aqueles que fazem a doação pelo menos duas vezes ao ano.

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Miranda, falou da importância da doação de sangue e da parceria com o Hemopi e a Maçonaria.  “É extremamente importante que continuemos esta parceria com o Hemopi e com a Maçonaria para a realização de campanhas como essa, não é atoa que Campo Maior se destaca com uma das cidades do Piauí com maior número de bolsas coletadas, isso demostra acima de tudo a solidariedade do nosso povo”, destacou Marcelo. 

78001243

DICAS PARA DOADOR 

Veja o que é necessário para ser doador:


- Ter idade entre 16 e 69 anos (se for menor de 18 anos é necessário autorização do responsável legal);
- Pesar acima de 50 quilos;
- Ter dormido normalmente nas últimas 24 horas;
- Estar alimentado, dando intervalo de duas horas após o almoço;
- Evitar alimentos gordurosos na véspera e no dia da doação;
- Não ter tido hepatite após os 11 anos de idade;
- Não estar gripado, resfriado, com febre ou diarreia;
- Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas;
- Não ter comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis;
- Não estar grávida ou em período de amamentação. A menstruação e o uso de pílulas anticoncepcionais não impedem a doação;
- Respeitar o intervalo entre as doações que devem ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres."

 

780013

A Assembleia Legislativa do Piauí aprovou na sessão desta terça-feira (11), 13 Projetos de Lei, um Projeto de Resolução, um Indicativo de Projeto de Lei e cinco Projetos de Decreto Legislativo, limpando a pauta encaminhada a Plenário pelas comissões técnicas.

Os 25 deputados presentes votaram inclusive a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018, que é requisito para o início do recesso de julho, marcado para começar na terça-feira (17).

O mais polêmico do projetos disciplina a cobrança de impostos sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicações – ICMS.

A pedido do líder da Oposição, deputado Robert Rios (PDT), as duas votações foram nominal. Votaram a favor 18 deputados. Foram sete votos contra e três ausências. Os deputados Cícero Magalhães e Flora Izabel estão licenciados.

Outro projeto importante votado hoje foi a transformação do Hospital Getúlio Vargas em hospital de ensino vinculado à Universidade Estadual do Piauí. O reitor da Uespi, Nouga Cardoso, fez questão de acompanhar a sessão e gravar com o celular a aprovação da Mensagem 15/17, do Executivo.

Os deputados aprovaram ainda o projeto de Resolução, de autoria do deputado Themístocles Filho (PMDB), presidente da Assembleia, que modifica o Regimento Interno e proíbe o porte de arma nas dependências do Palácio Petrônio Portela, no anexo do edifício-sede e adjacências do Legislativo. 

Outras matérias aprovadas estão relacionadas à Educação, como a inclusão da prova de redação nos concursos públicos realizados no Piauí e a obrigatoriedade de descontos em livros, periódicos e materiais didáticos vinculados à sua área de ensino e de atuação profissonal.

Foram votados ainda cinco títulos de cidadania: a Rômulo José Vieira e Sérgio Tavares Montenegro, propostos pelo deputado Wilson Brandão (PSB); a Alessandro da Silva, proposição do presidente Themístocles Filho (PMDB); a Sérgio Luiz de Oliveira Vilela, iniciativa de João de Deus (PT) e a Josafam Bonfim Moraes Rêgo, proposto por Júlio Arcoverde (PP).

O prefeito de Campo Maior, Professor Ribinha, foi empossado como presidente do Conselho de Desenvolvimento Sustentável do Território dos Carnaubais, durante a I Plenária Ordinária do Conselho Territorial, promovido pela Secretaria Estadual de Planejamento.
regional 150

O evento aconteceu na Câmara de Vereadores de Campo Maior e contou com a participação de prefeitos da região, secretários municipais, vereadores e representantes de entidades dos 16 municípios que formam o Território dos Carnaubais.
regional 122

A prefeita Ana Célia, de Cocal de Telha, foi eleita vice-presidente do Conselho, que tem 32 membros. O prefeito Ribinha disse, durante a posse, que não para pensar em desenvolvimento, sem articular uma política regional, planejando ações comuns a todos os municípios vizinhos. “Hoje não se faz desenvolvimento isoladamente”, frisa o prefeito.
regional 135
regional 96regional 63regional 155regional 89

A Prefeitura de Campo Maior e a Fundação dos Esportes do Piauí, (FUNDESPI), farão a entrega de material esportivo para o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (PETI) da Secretaria de Assistência Social de Campo Maior.

O prefeito Ribinha entregará o novo sistema de ventilação do local, enquanto o presidente da FUNDESPI, Paulo Martins, fará a entrega de kits esportivos.
kit peti 1

Os kits possuem bolas de futebol, de futsal, vôlei, queimada, bomba de ar, apitos, coletes, luvas para goleiros, joelheiras para goleiro, troféus e medalhas.  O Peti de Campo Maior atende cerca de 800 crianças oferecendo onde participam de várias atividades esportivas como Futebol, Capoeira, Handebol, Vôlei e Educação Física.