trilhafull

ESTADUAL

 

Levantamento da Defesa Civil/Cidadeverde.com constatou que nesta sexta-feira (13) mais de 1.200 pessoas estão desabrigadas com as chuvas no Estado. As situações mais críticas são em áreas da zona rural e ribeirinhas que deixam povoados isolados e com acesso só de lancha ou barco. Prefeituras pedem ajuda do Corpo de Bombeiros para socorrer as famílias desabrigadas.

7f74009555e499ef03b319dc9f9b6b89

No Estado, são 13 cidades em situação mais críticas com decretos de emergência aprovados ou em análises. 

A secretária de Assistência Social de Batalha, Pauline Neves Melo, falou com equipe do Cidadeverde.com e disse que a cidade já tem povoado com acesso só com barco.

"O rio Longá subiu de ontem pra hoje e estamos com povoados isolados e com acesso só de barco. Já solicitamos a lancha do Corpo de Bombeiros", disse a secretária.

No povoado Santa Luz, em Teresina, foi preciso o uso de barco para retirar as famílias do local, devido a elevação do leito do Rio. 

A elevação do leito dos rios aumenta o número de desabrigadas no Estado, devido as chuvas que fizeram com que as águas invadissem residências. A situação é preocupante nas cidades de Miguel Alves, Luzilândia, Barras, Campo Maior, entre outras, incluindo a Capital onde será decretado estado de calamidade pública nesta sexta-feira (13).

Número de desabrigados no Piauí:

José de Freitas - 240 famílias
Barras - 400  famílias
Cabeceira - 150 famílias
Esperantina - 30 famílias
Campo Maior - 117  famílias
Miguel Alves - 50  famílias
Luzilândia - 17  famílias
Teresina - 250  famílias
Batalha - 60 famílias em área de risco - sem desabrigados

Com informações CV

 

Devido as fortes chuvas e os alagamentos mais de 200 famílias deixaram suas residências no Piauí. De acordo com a Defesa Civil Estadual até está terça-feira 10/04, 237 estavam em abrigos públicos.   A situação é mais séria nas cidades de José de Freitas, Cabeceiras e Barras.

O Governo do Piauí determinou nesta terça-feira 10/04, a ida de 150 policiais militares para atuarem na interdição da área que compreende a Barragem do Bezerro, em José de Freitas, bem como ajudarem na remoção das famílias que estão em locais de risco.

30624273 2113702982174427 1435977703592296448 n

O governador Wellington Dias visitará, nesta quarta-feira 11, a partir das 8h, a Barragem do Bezerro e a Escola Municipal Agripino Portela - escola onde algumas famílias de José de Freitas estão alojadas.

O chefe do executivo estadual piauiense irá até o local acompanhar as ações que estão sendo realizadas pelo Governo do Estado, através dos órgãos Bombeiros, Polícia Militar, Idepi, Seinfra, Defesa Civil, Segurança Pública, além da Guarda Municipal e o Exército Brasileiro.

DSCF1932 540x350

Desde o último domingo 8, medidas estão sendo tomadas para o controle da situação.  Além de barrar o vazamento e evacuar a população ribeirinha, o escoamento da água para municípios vizinhos está sendo providenciada pelos órgãos responsáveis e intervenções nas outras cidades também estão sendo feitas.

Os municípios monitorados foram ampliados e agora são: José de Freitas, Luzilândia, Joca Marques, Madeiro, Esperantina, Cabeceiras, Barras e Batalha.

Com informações portalaz

Um bebê de apenas quatro meses morreu e outras nove pessoas ficaram feridas em mais um acidente na BR-135, conhecida como “Rodovia da Morte” pelo grande número de fatalidades registradas nos últimos meses.

Segundo informações apuradas por nossa reportagem, o motorista de uma Van perdeu o controle do veículo, rodou na pista e acabou colidindo com uma árvore. Chovia bastante no momento do acidente, que aconteceu no trecho da localidade “Baixão das Ovelhas”, entre as cidades de Bom Jesus e Cristino Castro. O veículo saiu da cidade de Marcolândia-PI e tinha São Paulo-SP como destino.

f707522e8d0051c4fbd24955b7fc6267

Os passageiros foram prontamente socorridos pela equipe do SAMU e encaminhadas para o Hospital Regional Manoel de Sousa Santos, em Bom Jesus. A mãe da criança morta no acidente, que não teve a identidade revelada, será encaminhada para o Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano, no entanto seu estado de saúde é estável.

Com informações Portal Gurguéia

O superintendente do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes do Piauí), engenheiro civil José Ribamar Bastos, confirmou no Notícias da Manhã desta segunda-feira (2) que a BR-343 ficará interditada por 15 dias.

Hoje pela manhã, o engenheiro foi pessoalmente vistoriar os estragos. Na última sexta-feira, o trecho da BR foi arrastada pela força das águas levando três carros e gerando uma cratera gigantesca. Segundo o presidente do DNIT a situação é "atípica" e se deve a chuvas que duraram 12 horas somente em Teresina.

br333333

Outro problema detectado no local foi a urbanização acelerada causando falta de escoamento de água.

Orientações aos motoristas

Para as pessoas que passam pelo local, o DNIT orienta os motoristas a seguirem pelas avenidas Joaquim Nelson e Expedicionários. 

"Temos as opções das  avenidas Joaquim Nelson e da Expedicionários. No período da obra ficará totalmente interditado e vamos liberar quando tiver pronta a obra". 

Obras de recuperação iniciam hoje

O presidente explicou que a recuperação do trecho só está sendo feita nesta segunda-feira porque as empresas estavam desmobilizadas, devido a semana santa. 

"Fizemos contato sábado e domingo, comprando material, programando a obra para iniciar segunda pela manhã para concluir num prazo de 15 dias". 

Com informações DNIT/CV