Trilha JONAS 01112017

ESTADUAL

 

Cerca de 100 policiais devem sair de Teresina em destino ao litoral na manhã desta quarta-feira 27/12. O objetivo é reforçar a segurança da região, que é um dos principais destinos para as festas de fim de ano.  Ao todo, serão 280 policiais militares, civis e bombeiros que devem atuar na segurança. Segundo o secretário estadual de Turismo, Flávio Nogueira Junior, a expectativa é de que o litoral receba  mais de 100 mil visitantes. 

praiapiaui

Um Centro Integrado de Segurança será montando em Luís Correia. De acordo com a Secretária de Segurança Pública, o Centro funcionará a partir de desta quinta-feira (28) até o dia 07 de janeiro de 2018, e estará localizado entre as praias de Atalaia e Coqueiro, em frente ao SESC Praia. O Centro busca integrar as forças policiais e garantir um final de ano tranquilo. Para o secretário de segurança, Fábio Abreu, o trabalho de policiamento será contínuo e a intenção é ampliar cada vez mais. 

“O Centro Integrado já é uma marca dessa gestão e que deu certo. Desde a primeira iniciativa no carnaval, e o resultado tem sido satisfatório tanto para a população quanto para a segurança pública. Estamos aperfeiçoando cada vez mais, incluindo parcerias como a PRF e já estamos nos preparando para o carnaval, que contaremos com câmeras de monitoramento e a maior estrutura de todos os Centros Integrados já realizados”, disse o secretário.

Policiamento e Blitz 

Os policiais militares extras realizarão policiamento ostensivo com cavalaria, aeronaves, viaturas e motocicletas, e policiamento de trânsito junto à Polícia Rodoviária Federal. Já a Polícia Civil se encarregará do policiamento judiciário e contará com delegados, escrivães e agentes para flagrantes, Termos Circunstanciados de Conduta (TCO) ou boletins de ocorrência. 

Bombeiros realizarão os primeiros socorros, além de atuar na prevenção de afogamentos, acidentes e no combate a incêndios em toda a extensão do litoral piauiense. Em parceria com o Detran e a Secretaria de Educação, também serão realizadas blitz educativas. 

Turismo 

Para o secretário de Turismo, Flávio Nogueira Júnior, "esse ano, acreditamos que o número de turistas que irão ao nosso litoral será maior do que os anos anteriores. Além de termos os eventos promovidos pela Secretaria de Turismo nas praias de Luís Correia e Parnaíba, teremos o réveillon Piawaii, em nossa Barra Grande. Um evento que promete colocar o Piauí no cenário internacional como um dos melhores réveillons do mundo".

Para ele,  mais de 100 mil pessoas estarão no visitando o litoral piauiense nesse período de final de ano. "Por isso, fizemos a articulação com os demais órgãos e também com permissionários do local para garantir uma estrutura para receber bem esses turistas para que eles tenham uma imagem positiva do nosso Estado e possam voltar em outras oportunidades" , destacou Flávio Nogueira. 

Réveillon no Litoral 

O litoral piauiense está com uma programação especial para os dias 30 e 31 de dezembro de 2017. Dentre as atrações estão Solange Almeida, Farra da Gordinha e Taty Girl. 

Com informações CV

O Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos - Nucepe divulgou nesta quinta-feira 21/12 o resultado oficial da 1ª etapa do certame, que compreende as provas: escrita objetiva e dissertativa. Também foi divulgada a convocação para a 2ª etapa.

bombeiros pi

O candidato que está em primeiro lugar é João Victor de Araújo Marques Alcântara, que conseguiu 65 pontos. O último candidato convocado obteve 52 pontos.

Clique aqui para ver o resultado.

http://nucepe.uespi.br/downloads/resultado_final_1Etapa_bm2017.pdf

Os candidatos aprovados poderão ser nomeados para qualquer organização do Corpo de Bombeiros Militar do Estado, e o nível de escolaridade exigido pelo certame é o Ensino Médio, ou equivalente. A remuneração inicial para o cargo é de R$ 3.100,00.

Clique aqui para ver a convocação.

http://nucepe.uespi.br/bombeiro2017.php

Com Informações CV/Nucep

Pelo menos 263 armas apreendidas durante ações das Polícias Civil e Militar do Piauí são destruídas na manhã desta quarta-feira 20/12 na sede do 25º BC, em Teresina. O armamento é oriundo de processos penais e estavam guardadas no depósito do Tribunal de Justiça, aguardando ordem do Comando da 10º Região Militar para serem destruídas.

armasqualtel

Foto: Gorete Santos

Esta já é a quarta vez que o Exército Brasileiro destrói armas recolhidas em ações policiais no Piauí. “Nós já chegamos a receber mil armas de uma única vez para serem danificadas e por conta do alto volume, resolvemos receber com mais frequência e diminuir a quantidade de armamento por vez. Esses 263 de hoje encerram as ações deste ano”, explica o coronel Nixon, comandante do 25 BC.

As armas destruídas serão encaminhadas para a sede do Comando da 10º Região Militar do Nordeste, onde serão incineradas e definitivamente retiradas de circulação. O objetivo principal da ação é evitar que armamento apreendido pela Justiça retorne para as mãos de criminosos, aumentando, assim, as estatísticas da criminalidade.

Com Informações odia

O número de jovens de 16 a 29 anos que não estudam nem trabalham subiu de 34,2 milhões em 2012 para 41,25 milhões em 2016 - o equivalente a 25,8% do total de jovens brasileiros nessa faixa etária. Em quatro anos, esse grupo, que ficou conhecido como "nem nem", aumentou 20,5%. Isso é o que aponta a Síntese de Indicadores Sociais (SIS) divulgada na última sexta-feira 15/12 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

NEM NEM

“O que a gente constata é que esse aumento não é por conta da frequência escolar, mas pelo aumento da desocupação”, enfatizou Luanda Bortelho, analista da Coordenação de Indicadores Sociais do IBGE.

De acordo com a pesquisa, nestes quatro anos:

Número de jovens que apenas estudavam: aumentou 3,4 pontos percentuais

Número de jovens que apenas trabalhavam: caiu 5 pontos percentuais

Número de jovens que estudavam e trabalhavam: caiu 1,5 ponto percentual

imagem11513359232

O IBGE destacou, ainda, que entre 2012 e 2014 se manteve estável o percentual de jovens que não estudavam nem estavam ocupados. O salto desta população se deu, justamente, entre 2014 e 2016, período que corresponde à crise econômica no Brasil com consequente impacto no mercado de trabalho.

Desemprego entre os jovens

O crescimento dos "nem nem" está diretamente relacionado ao aumento do desemprego no Brasil, que afetou mais fortemente os jovens. Entre 2012 e 2016, saltou de 4 milhões para 6,3 milhões o número de jovens com idade entre 16 e 29 anos desempregados no país.

Isso representa um aumento de 57% do contingente de jovens desempregados e revela um dos principais efeitos da crise econômica pela qual passa o Brasil.

Com informações G1