trilhafull

ESTADUAL

 

A mãe e a avó do bebê morto carbonizado durante incêndio em uma residência em Timon (MA), cidade vizinha a Teresina, foram indiciadas por homicídio culposo e abandono de incapaz. O delegado do caso, Bel Hermes, informou nesta segunda-feira (11), que a investigação apontou a negligência das responsáveis ao deixar três crianças sozinhas em casa.

O caso aconteceu no dia 3 de maio deste ano, quando a mãe saiu para comprar um remédio e deixou os três filhos em casa, mas pediu a avó, que morava próximo, olhasse eles e a mesma estava tomando banho quando o fogo começou.

Após a saída da mãe, a criança de 7 anos foi para a residência da avó. No momento do incêndio, vizinhos ouviram o menino de 3 anos chorando por causa das chamas e arrombaram a casa para salvá-lo. Já o bebê de um ano estava dormindo no sofá e morreu carbonizado.

 whatsapp image 2018 05 03 at 13.32.21

De acordo com o laudo pericial do Corpo de Bombeiros, um curto-circuito em uma tomada teria iniciado o incêndio. Segundo o delegado Bel Hermes, os acontecimentos indicam negligência das responsáveis ao deixar os menores sem supervisão.

"No meu entendimento, houve em um primeiro momento o abandono de incapaz e depois o homicídio culposo pela negligência de deixar essas crianças sozinhas", informou o delegado.

O inquérito foi encaminhado para a Justiça e está sob análise do Ministério Público antes que a denúncia seja formalizada.

Com informações G1

O Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe) da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) divulgou no início da tarde desta segunda-feira (11) os cadernos de provas e os gabaritos oficiais preliminares do concurso da Polícia Civil do estado, que oferece oportunidades para os cargos de delegado e agente. A aplicação ocorreu neste domingo (10).

concurso publico dicas

Clique aqui para conferir o gabarito 

Vencimentos iniciais são de R$ 16.391,11 para delegado e de R$ 5.736,88 para agente. O primeiro cargo tem a oferta de 50 vagas (5 para pessoas com deficiência), e o último, 250 (sendo 25 para PCDs). Todas são para cadastro de reserva, mas a Secretaria de Segurança Pública afirma que todos serão nomeados.

Do total de 21.356 candidatos inscritos, 3.277 faltaram ao certame, o que corresponde a uma abstenção de 15,34%. 

Para as vagas de agente, dos 15.238 inscritos, 2.290 não compareceram (abstenção de 15,02%). Para o cargo de delegado, do total de 6.122 inscritos, 987 faltaram à prova (abstenção de 16,12%).

Serão corrigidas as provas discursivas dos candidatos classificados na posição até três vezes o total de vagas disponibilizadas, mais os que ficarem empatados na última colocação. 

Fases

O certame para a vaga de delegado tem sete etapas: prova dissertativa (10/06); 2ª Etapa – Prova Escrita Dissertativa (8/7); avaliação de títulos; exame de saúde; teste de aptidão física; avaliação psicológica; e investigação social.

Para o cargo de agente, além desta primeira fase escrita objetiva e dissertativa, os candidatos passarão por mais quatro etapas: exame de saúde; teste de aptidão física; avaliação psicológica; e investigação social.

Para perito, serão três etapas a serem realizadas. A primeira (provas objetiva e dissertativa) ocorre no dia 1º de julho.

Com informações odia

Um homem de 27 anos foi preso preventivamente por suspeita de estupro de vulnerável, na manhã desta quinta-feira (7), em Miguel Alves, município a 117 km de Teresina. De acordo com o delegado Antônio Barbosa, o suspeito estuprou e engravidou a própria enteada de 13 anos. A denúncia foi feita pela avó da adolescente que questionou a neta após a descoberta da gravidez.

“Ela disse que notou um comportamento estranho na neta e que quando a menstruação da adolescente atrasou, levou ela para fazer o exame e descobriu a gravidez em março, quando a menor já estava com cinco meses de gestação", informou o delegado Antônio Barbosa.

whatsapp image 2018 06 07 at 10.32.17

Após a descoberta, a avó perguntou à adolescente sobre a paternidade do bebê. "Quando ela questionou quem era o pai da criança, a menor relatou os abusos que vinha sofrendo do padrasto”, relatou o delegado Antônio Barbosa.

Segundo o relato da vítima, os abusos aconteciam desde novembro de 2017. “A mãe da menina trabalha em Teresina e passava a semana fora. Durante esse período ele cometia os abusos e acabou engravidando a enteada”, afirmou o delegado Antônio Barbosa.

A menor relatou à polícia que era ameaçada pelo agressor. "Ela contou que, às vezes ele batia nela e ameaçava separar da mãe dela caso ela contasse alguma coisa", disse o delegado. Após descobrir os abusos, a mãe da menor disse que também recebeu ameaças.

"Ela falou que ele amaçava fazer algum mal contra ela. Então ela queria uma medida protetiva para que ele se afastasse dela também. Foi quando ele saiu da casa e foi morar em um povoado mais distante", explicou o delegado Antônio Barbosa.

O suspeito foi encaminhado para a Delegacia de Miguel Alves e aguarda transferência para uma unidade do sistema prisional do estado.

Com informações G1

Em áudios que circulam nas redes sociais, caminhoneiros de todo o país estariam convocando a categoria para uma nova paralisação, que pode ter início neste domingo (03).  No Piauí, os caminhoneiros da região de Uruçui, que cruzaram os braços durante o primeiro protesto, dizem que não irão aderir à possível segunda paralisação. Há a suspeita que o movimento não passe de Fake News. 

De acordo com a recente convocação dos líderes do movimento nacional, a reclamação é que nem todos os postos do país estariam respeitando o acordo feito com o Governo Federal, para reduzir o preço do óleo diesel em R$ 0,46. Se a redução esperada não ocorrer até amanhã, a greve pode retornar.

b14cfe399da163aef1b38bc33b126bfe

Segundo Francisco Borges, que trabalha com fretes na região de Uruçui, não há mobilização para uma nova greve. Ele diz que a categoria estaria satisfeita com a redução do frete e do valor do diesel na bomba. Para ele, é muito difícil que os caminhoneiros do Piauí participem do movimento.

Francisco avalia que se houver a paralisação nacional, no Piauí eles devem ficar em casa. “Estamos sabendo pela mídia e por conversas nas redes sociais. Mas não há mobilização. Eu acho muito difícil parar novamente aqui. O movimento de agora parece que é mais para baixar o preço da gasolina. Acho que a população não consegue fazer a mesma articulação dos caminhoneiros. É mais difícil. Acho que se for ter alguma greve, os caminhoneiros da região vão preferir ficar em casa. Não vão para as ruas. Não tem movimentação para se iniciar uma nova greve. Não sabemos se é verdade ou não”, destacou em entrevista ao CidadeVerde.com.

Com relação ao acordo firmado com o governo do presidente Michel Temer (MDB), ele diz que parte da categoria está satisfeita. “Para o caminhoneiro ficou melhor. Só em saber qual vai ser o valor do diesel e do frete já ajuda muito. Muitos retornaram para casa e estão esperando que o mercado volte ao normal. Vamos aguardar”, afirmou.

Para o Governo Federal, a convocação para a segunda greve não passaria de Fake News. O governo prepara um plano de segurança para identificar os autores das possíveis notícias falsas com relação a uma nova paralisação.  Os caminhoneiros esperam que até amanhã já estejam em vigor medidas como a reserva de 30% de frete na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para caminhoneiros autônomos, e a tabela de preço mínimo para o frete. O desconto de R$ 0,46 por litro de óleo diesel deve chegar às bombas de combustível até segunda-feira (04). 

Com informações cv