trilhaoutubro2018

Prefeitura de Campo Maior precisa dos esforços de todos para manter a cidade limpa

or5

Usando o velho jargão, bastante conhecido, e de autor desconhecido, o de que "Cidade Limpa Povo Educado", vale a pena refletirmos esta semana sobre a limpeza pública intensificada nas ruas da cidade pela Prefeitura de Campo Maior nos quase 20 bairros, que abrigam os 33.524 mil habitantes, que residem na área urbana, segundo o último Censo do IBGE - em 2010, e revisado constantemente, para novas adequações.

Como um compromisso de gestão, toda semana, a Prefeitura tem honrado o fiel calendário de passar duas vezes, em dias alternados, de casa em casa, utilizando um transporte público para recolher o lixo doméstico na esperança de deixar os domicílios livres de entulhos que possam, atrair insetos, que desencadeiam doenças, quando a sujeira é lançada nas proximidades, dos imóveis. Este compromisso público da Prefeitura nos bairros pôs fim aos populares monturos, muito comum na década de 50, causadores de doenças que levavam à população ao isolamento e à morte causadas por mosquitos transmissores como o Aedes aegypti, erradicado do Brasil em 1950, causador da febre amarela, e que nas décadas atuais, é o grande causador da dengue, Zica Vírus e outras enfermidades com o reaparecimento dos focos, muito combatidos mais ainda não vencidos a proliferação do inseto, mesmo com todos os esforços da União, dos Estados e municípios, porque falta na ponta os esforços e colaboração de grande parte da população.

or7

Uns cuidam, zelam, acondicionam o lixo de forma adequada, aguardando os transportes recolher de casa em casa, enquanto outros saem jogando por onde passam, na porta da própria casa, tanto na frente das residências como no fundo, além das laterais de terrenos, como também nas proximidades das casas de vizinhos. O secretário interino de limpeza de Campo Maior, José Carlos conta que várias equipes de limpeza são vistas nas ruas pela população. Elas recolhem o lixo jogado de forma inadequada, também por transeuntes perto dos meio fios. Atualmente estão limpando as imediações da Orla do Açude. "Estamos fazendo a poda das árvores, varrendo, retirando mato, capina e recolhendo o lixo lançado por quem passa", disse o secretário Interino de Limpeza Pública, José Carlos.


Na semana passada as equipes estavam nos bairros fazendo a limpeza dos cemitérios pela chegada do dia dos finados, deixando todos limpos para receber milhares de pessoas que chegam a Campo Maior no feriado para visitar entres queridos e locais onde alguns foram sepultados. “Estão todos limpos”, disse a zeladora Maria Antônia Soares. "Na próxima semana teremos uma nova programação de limpeza, dando continuidade as ações na Avenida Santo Antônio", um dos principais corredores de acesso ao centro da cidade, como explicou José Carlos.


Enfim, numa população estimada de 46.770 habitantes, numa densidade demográfica de 26.960 de hab/km2, onde grande parte vive na zona urbana  e apenas 11.656 mil na zona rural, de um território total, de 1.699.38 km2 de área de extensão, envolvendo zona urbana e rural, para evitar desperdícios financeiros, e doenças por conta de lixo jogados em locais inadequados próximos a residências e das pessoas, o Prefeito Professor Ribinha avalia que a Prefeitura precisa mais do que nunca dos esforços de todos nesta luta para manter a cidade limpa.

or

CCOM - Valdamir Alvarenga

paraiba60pronto