trilhafull

GERAL

Policiais da Força Tática do 8º Batalhão de Altos realizaram a prisão de dois jovens acusados de realizar um assalto na cidade de Alto Longá. Com a dupla, a polícia encontrou uma arma .40 de uso exclusivo da Polícia Militar e um veículo que pertence ao cabo Erivan, da PM do Piauí. As vítimas relatam que os bandidos agiram com muita violência.

15919f3c 5c2e 4173 a19b 80aa18801558cabo

“Chegou uma mulher primeiro perguntando se eu estava em casa e minha avó disse que eu estava dormindo, ela se passou por minha namorada e fez a cabeça da minha avó até ela me chamar, fui na porta e já fui abrindo, minha avó disse que não era para eu abrir, aí eu falei que ia abrir porque não estava devendo para ninguém. Na hora que eu abri a mulher correu para dentro do carro e os caras já foram entrando, entrou primeiro só um cara e depois chamou mais dois. Entraram armados, colocando arma na cabeça de todo mundo e disseram que queriam tudo, moto, dinheiro, celulares, queriam levar até minha irmã, mas minha avó não deixou”, disse.  

Dupla foi presa acusada de assaltos (Crédito: Reprodução)

A avó da vítima também relatou o caso. “Bateram na porta, eu perguntei quem era, ela disse que era a Gabriela, perguntando pelo meu neto dizendo que era a namorada dele, que queria falar com ele, eu só olhei pela janela, chamei ele e ele já foi abrindo a porta , aí a menina voltou para o carro e eles entraram dentro de casa roubando tudo”, afirmou.

Em depoimento, os criminosos revelaram que foram contratados pelo cabo Erivan para resgatar uma arma que ele teria dado ao namorado. O advogado do cabo, Dr. Marcos Vinícius, disse que seu cliente é inocente, mas assumiu a relação homoafetiva.

“Ele disse que as pessoas pediram emprestado o carro dele, assumiu que são amigos dele, dentro do carro dele tinha a pistola e essas pessoas realizaram o assalto, invadiram a casa de um desafeto, bateram nele, mas que ele mesmo não sabia de nada. Essa informação não é verdade, ele reconhece que tem um relacionamento com o rapaz, mas não sabia que ele ia fazer o assalto”, declarou o advogado.

O cabo foi levado para o presídio militar.

Com informações MN

 

A licença-maternidade de 180 dias, já praticada por empresas públicas e algumas privadas, está mais perto de ser uma realidade para todas as mulheres. Foi aprovado, nesta quarta-feira (4), na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado, o Projeto de Lei do Senado (PLS) 72/2017, que amplia o prazo da licença-maternidade de 120 para 180 dias.

O texto, de autoria da senadora Rose de Freitas (MDB-ES), também permite ao pai acompanhar a mãe do bebê em consultas e exames durante a gravidez. Como foi aprovado em caráter terminativo, caso não haja recurso para que a proposta seja analisada pelo plenário do Senado, o texto seguirá direto para a Câmara dos Deputados.

maternidde 768x576

"É uma medida que estimula a paternidade responsável, inserindo o genitor, desde os primeiros momentos, na rotina de cuidados com o seu filho que irá nascer", disse o relator da proposta, Paulo Paim (PT-RS).

Sobre a extensão da licença maternidade, o relator indicou dados da Sociedade Brasileira de Pediatria, mostrando que bebês que ficam seis meses ao lado da mãe têm reduzidas as chances de contrair pneumonia, desenvolver anemia ou sofrer com crises de diarreia. Segundo o relator, o Brasil gasta somas altíssimas por ano para atender crianças com doenças que poderiam ser evitadas, caso a amamentação regular tivesse ocorrido durante os primeiros meses de vida.

Novidades

Outra proposta mais abrangente sobre o assunto está em análise na comissão, mas apesar de lida e discutida, ainda não pode ser votada por falta de quórum. Também da senadora Rose Freitas, o PLS 151/2017 modifica a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) para ampliar a licença-maternidade para 180 dias, permitindo o compartilhamento de 60 dias, mesmo nos casos de licença-adoção. Na proposta, além de ampliar o tempo da licença, a senadora sugere o aumento no prazo da licença-maternidade, com a possibilidade de compartilhamento, como estímulo à paternidade responsável.

A proposta ainda prevê a concessão de licença-maternidade em dobro, no caso de filho com deficiência ou com necessidade especial, com previsão de compartilhamento por até a metade do prazo, com o cônjuge ou companheiro, de forma alternada.

O senador Jorge Viana (PT-AC), relator da proposta, apresentou um substitutivo ao projeto, favorável ao compartilhamento dos cuidados da criança nos primeiros meses de vida. Para o senador,  cabe aos pais, em conjunto, decidir quem está mais apto, nos primeiros meses de vida do bebê, a ficar afastado de seu posto de trabalho, a fim de ministrar os cuidados necessários ao bem-estar da criança, e quem, no mesmo período, está em melhores condições de permanecer trabalhando.

Fonte: Agência Brasil

Os estudantes que irão participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2018 e quiserem pedir isenção da taxa de inscrição devem ficar atentos. Neste ano, a solicitação de isenção será feita entre os dias 2 e 11 de abril, ou seja, antes do período de inscrição, que começa em maio. O pedido deve ser feito, exclusivamente, pelo endereço site do Enem.

concurso publico dicas

Serão isentos os estudantes que estejam cursando a última série do ensino médio neste ano em escola da rede pública, ou que tenha cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio.

Também tem isenção o participante que declarar situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Neste ano, também são isentos os participantes do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) do ano passado, que tenham atingido a nota mínima do exame.

O estudante Emanuel Noronha, que mora em Belém (PA), vai fazer o Enem pela segunda vez neste ano e vai pedir a isenção da taxa de inscrição por se enquadrar no critério de baixa renda. Segundo ele, se fosse para pagar, teria que fazer uma “vaquinha” na família para conseguir os R$ 82 da taxa de inscrição.

O candidato diz que já está preparado para pedir o benefício logo nos primeiros dias, para evitar transtornos. “Vou pedir o mais cedo possível, porque mesmo que muitos ainda não saibam dessa mudança, quero evitar problemas, como o site estar congestionado”, diz.

Comprovação

Para todos os casos de solicitação de isenção da taxa de inscrição, o participante deverá ter documentos que comprovem a condição declarada, sob pena de responder por crime contra a fé pública e de ser eliminado do Exame.

O participante que solicitar isenção da taxa de inscrição por estar incluído no CadÚnico deverá informar o seu Número de Identificação Social (NIS) válido. O Inep poderá consultar o órgão gestor do CadÚnico para verificar a conformidade da condição indicada pelo participante no sistema de isenção.

Se a solicitação de isenção for negada, ainda é possível recorrer da decisão, na Página do Participante, entre os dias 23 e 29 de abril.

A aprovação da isenção da taxa de inscrição não significa que o participante já está inscrito no Enem. As inscrições deverão ser feitas das 10h do dia 7 de maio às 23h59 de 18 de maio deste ano, pelo site do Enem.

Justificativa

Os participantes que tiveram isenção da taxa de inscrição no Enem no ano passado e que faltaram aos dois dias de provas terão que justificar a ausência para fazer o Enem de 2018 sem pagar a taxa novamente. A ausência deve ser comprovada entre os dias 2 e 11 de abril, por meio de documentos como atestado médico, documento judicial, certidão pública ou boletim de ocorrência que comprove e justifique a ausência no exame.

Quem não apresentar justificativa de ausência no Enem 2017 ou tiver a justificativa reprovada após recurso e quiser se inscrever no Enem 2018 deverá pagar o valor da taxa de inscrição, que foi mantida neste ano em R$ 82. Da mesma forma, o participante que obtiver a isenção da taxa de inscrição do Enem deste ano e não comparecer às provas nos dois dias de aplicação deverá justificar sua ausência se desejar solicitar nova isenção para o exame em 2019.

A exigência foi adotada por causa dos prejuízos que o exame vem registrando nos últimos anos aos cofres públicos. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), as últimas cinco edições do Enem representaram um prejuízo de R$ 962 milhões com participantes que se inscreveram e não compareceram às provas.

Fonte: Agência Brasil

Se depender da família, o espancamento do jornalista Efrém Ribeiro pelo deputado federal e apresentador Silas Freire (Podemos) não vai continuar abafado. Os familiares do jornalista agredido nos corredores da TV Meio Norte pretendem denunciar o apresentador na Delegacia do Idoso.Segundo o próprio jornalista, em postagens nas redes sociais, a agressão a socos foi cometida "porum político”, sem citar o nome do agressor.
1300260393

Silas Freire admitiu, sorrindo, que deu umas “cachuletas” no jornalista. “Na verdade eu dei umascachuletas nele. Jamais agrediria o Efrém, ou quem quer que seja. Eu apenas disse para ele não ficarfalando de mim em um outro programa do jeito que anda falando. Tenho trabalhado tanto, tantocomo jornalista, como no mandato de deputado federal”, defendeu-se.

A agressão, segundo os portais OitoMeia e Portal AZ, foi uma reação ao comentário de EfrémRibeiro no programa "Agora", de que Silas Freire não era uma pessoa culta.

Segundo o testemunho dos colegas de emissora, depois de levar um bofete, Efrém caiu e recebeuvários chutes. Uma diretora do Sistema Meio Norte, identificada como Dona Val, teria socorrido ojornalista, que não se defendeu das agressões, apenas chorou.

“Não vou citar nomes”, calou-se. O jornalista também não atende o telefone. “Hoje, eu sofri em meucorpo e em minha alma como as palavras de ódio se transformam em violência física e violênciapolítica”, postou Efrém, no Facebook. 

" A felicidade. A vida é justa. Depois que eu levei uns sarrafos na sexta-feira, agora, no sábado, meucolega de redação do Jornal Meio Norte, Lucrécio Arrais,me trouxe fatias de tortas de banana emaçã veganas, deliciosas e com um ingrediente que eu não conhecia, o cardamomo, que é indiano,picante e saboroso. Na vida é assim, depois da dor, o sabor e bola para a frente. Obrigado,LucrécioArrais", escreveu Efrém no Facebook, começo da tarde deste sábado (24).

O Sindicato dos Jornalistas do Piauí ainda não se pronunciou sobre a agressão ao repórter, que temsido alvo da violência desde que iniciou a carreira, há mais de 40 anos.

Com informações portaldoaguia.blogspot.com.br/Piripirinews

paraiba60pronto