trilhaunook

GERAL

343321111

Um sargento da Polícia Militar está entre os presos da Operação Piauí Seguro. Ele foi preso na manhã desta terça-feira (14). Ele é suspeito de crime sexual contra uma criança de nove anos. Além do PM, outros sete pessoas foram presas na operação, deflagrada ontem (13). A Operação Entre Rios, também deflagrada ontem, prendeu 10 pessoas. Até o momento, as operações contabilizam 18 prisões.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pelo pai da vítima, do crime envolvendo o sargento, identificado como Eliaquim Matos, o suspeito teria violentado a criança quando exercia a função de agente de portaria em uma escola particular, localizada na Rua Paissandu, no Centro de Teresina.

De acordo com a Secretaria de Segurança, na Operação Piauí Seguro, os presos foram identificados como Francisco Rodrigues dos Santos (crimes sexuais contra criança), Lucas Sameque Guimarães Medeiros (violência doméstica), Marciano Martins Calixto (homicídio), Samuel Nascimento (roubo), Alexandre (porte ilegal de arma de fogo), Eliaquim Matos (crime sexual contra criança), Igo Dione (comércio ilegal de arma de fogo), Rodrigo (roubo).

O secretário estadual de Segurança, Rubens Pereira, disse em entrevista ao Jornal do Piauí, que as operações continuem ocorrendo e mais prisões podem ocorrer ao longo do dia.

“O que nós buscamos com essas operações é reduzir cada vez mais o índice de criminalidade na capital, o crime organizado, o tráfico de armas, de drogas, para termos um Piauí mais seguro”, disse o secretário.

Operação Entre Rios: sítio luxo

Deflagrada pela Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes, com apoio da SENARC-MA e PRF-PI, a Operação Entre Rios desarticulou uma organização criminosa atuante no tráfico de entorpecentes. A quadrilha tinha um sitio de luxo, avaliado em R$ 1 milhão, na zona rural de Timon. O espaço era uma especie de "Central de Distribuição de Drogas".

Segundo o delegado da Depre, Matheus Zanatta, a droga que vinha de Pernambuco era guardada no sitio, e depois destribuida para Teresina.

Zanetta explicou ao Cidadeverde.com que até o momento somente 10 pessoas foram presas, entre prisões em flagrante e com mandado de prisão. "A companheira de um dos presos foi conduziada para a Depre, mas ela prestou depoimento e foi liberada. São dez prisões".

Para o coordenador da Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes, delegado Cadena Júnior, os traficantes usam sítios, afastados na zona rural, para tentar atrapalhar a investigação.

“Essa é uma forma de ludibriar o trabalho da polícia, de enterrar a droga, de armazenar em sítios, mas acontece que o trabalho de inteligência e a investigação da Secretaria de Segurança, da Polícia, é muito eficiente, e também contamos com o apoio do Canil da Polícia Rodoviária Federal”.

Na Operação Entre Rios, os presos por tráfico de entorpecentes e associação criminosa foram identificados como: Carlos Roberto dos Santos, Francisco Dalton de Araújo Oliveira, José Terto da Silva Filho, Fabricia Abreu Fernandes Noronha, David dos Santos Bonfim, Sebastião Rodrigues Marques e Daniela Rodrigues Marques de Oliveira, Hailton da Silva Marques e Manoel Alcides da Silva e Airton (nome incompleto). O empresário Carlos Roberto é indicado como líder da quadrilha.

 

A Polícia Civil do município de Balsas, no Maranhão, realizou a prisão de um homem identificado como Antônio Sebastião Pereira da Silva, de 53 anos, acusado de estuprar uma menina de apenas 7 anos de idade. A prisão do acusado, que é vigilante, ocorreu após denúncias.

De acordo com informações do delegado regional de Balsas, Fagno Vieira, o suspeito chegou a confessar detalhes do crime, mas negou durante depoimento formal na delegacia. Mesmo assim, segundo o delegado, o vigilante será indiciado por estupro de vulnerável.

efcbd57a 4d05 4620 909d 895e156c1ad3

Além disso, um vídeo que foi gravado por uma testemunha mostra o momento exato em que a criança sofre violência sexual.

“A prática de qualquer ato libidinoso já é suficiente para caracterizar o estupro e a vulnerabilidade no caso presente fica evidenciada em razão da pouca idade da vítima que é uma criança de sete anos e a legislação considera a vulnerabilidade quando a vítima tem menos de 14 anos que é o caso em espécie", informou o delegado.

Com informações G1/MN

67900

A bandeira tarifária de energia deverá continuar vermelha em agosto. A informação é do diretor geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luís Eduardo Barata, com a justificativa de que o país enfrenta adversidades climáticas em razão da falta de chuva, predominante em julho.

A bandeira tarifária vermelha (patamar 2) tem o custo adicional na conta de luz de R$ 5 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. A repetição da bandeira do mês de junho deve-se à manutenção das condições hidrológicas desfavoráveis e à tendência de redução no nível de armazenamento dos principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN).

“A bandeira vermelha deve continuar em agosto e a tendência é de que ela deva permanecer até o final do período seco. A situação hidrológica encontra-se em situação adversa de norte a sul do país e a chuva não cai”, explicou.

Eduardo Barata, no entanto, afastou o risco de desabastecimento de energia elétrica. “A energia estará mais cara, embora não haja risco de desabastecimento. Mas com certeza a um custo [da energia] bem maior. Isto significa que é importante que se reduza o consumo, o que também consequentemente acarretará na redução do custo para o consumidor final. Reduz o consumo, reduz o custo”, disse.

600903

Faleceu aos 61 anos de idade, o Mestre Maçom Paulo Rêgo Medeiros, da Loja “Arte Real do 3º Milênio nº 32 (Grande Loja) e Membro Efetivo da Academia Piauiense de Mestres Maçons, ocupante da Cadeira nº 72”, que tem como Patrono Vitalício José Alves de Oliveira (Mestre Dezinho).

(Dr. Paulo Rêgo Medeiros)

Piauiense, nascido em Miguel Alves, onde cursou os estudos iniciais. Concluiu o 2º grau em Recife e ali foi diplomado médico pela Universidade Federal de Pernambuco. Em seguida, fez Residência em cirurgia torácica.

O Dr. Paulo Rêgo aprimorou estudos no Hospital da Beneficência Portuguesa, em São Paulo, em Cirurgia Cardiovascular.

Tinha especialização realizada no Royal Brompton Hospital em Londres (Inglaterra), também no segmento de cirurgia cardíaca.

Na área científica publicou vários trabalhos em revistas especializas, do Brasil e do Exterior.

Como Cirurgião Cardiovascular Integrava o corpo clínico do Hospital São Marcos e do Itacor, em Teresina.

Era assíduo participante de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, relacionados com a sua área de atuação.

Na Academia foi agraciado com o “Prêmio Eficiência” em Ciências da Saúde.

 

paraiba60pronto