trilhafull

A Prefeitura Municipal de Altos,  prorroga Concurso Público, destinado ao provimento de cargos efetivos. O período final das inscrições foi alterado, sendo que, agora interessados podem efetuar candidatura até o dia 13 de junho de 2018, por meio do endereço eletrônico www.crescerconcursos.com.br. A taxa de participação tem valor entre R$ 61,66 a R$ 110,71.

concurso publico dicas

Estão disponíveis neste certame 132 oportunidades distribuídas nas funções de Médico SAMU (4); Enfermeiro SAMU (1); Condutor SAMU (8); Técnico em Enfermagem - SAMU (3); Dentista ESF (3); Enfermeiro ESF (3); Médico ESF (5); Atendente de Consultório - ESF (3); Auxiliar de Enfermagem (5); Auxiliar em Enfermagem (2); Agente Comunitário de Saúde (7); Enfermeiro 24h (2); Enfermeiro Obstetra (3); Médico Plantão - 24h (2); Fisioterapeuta (1); Técnico de Raio X (1); Assistente Social (1); Farmacêutico (1); Agente de Combate às Endemias (2); Educador Físico NASF (1); Nutricionista - NASF (1); Psicólogo - NASF (1); Fisioterapeuta - NASF (1); Assistente Social - NASF (1); Auxiliar Serviços Diversos - Zelador e Merendeira (10); Motorista (1); Vigia (10); Agente Administrativo (1); Técnico Agrícola (1); Professor AEM, Professor de Educação Infantil e de Ensino Fundamental de 1º ao 5º ano - Zona Urbana (24) e Zona Rural (16); Professor AS - Educação Física (2); Professor AS - Inglês (2); Contador (1); Procurador do Município (1); Psicólogo (1).

Os candidatos selecionados com escolaridade de Nível Fundamental a Superior serão lotados no SAMU; ESF; Hospitais das áreas de Zundão, Quilombo, Bom Gosto, Bom Passar, Maravilha, São Luís e Boca de Barro; NASF; e na Prefeitura.

Com carga horária de 12h/36h a 24h/72h, ou de 24h a 40h por semana, os aprovados farão jus à remuneração com valor entre R$ 954,00 e R$ 4.500,00.

Serão aplicadas Provas Objetivas para todos os inscritos, e Provas de Títulos somente aos candidatos dos cargo de Professor e Procurador. Os profissionais que concorrem à função de Procurador também serão submetidos à Prova Discursiva.

Com informações mn

A Ordem dos Advogados do Brasil - OAB, subseção Campo Maior, realizou na manhã desta quinta-feira 24/05 em sua sede, a criação da Subcomissão de Informática e a posse de seu novo presidente o advogado Eliardo Lima Cerejo.  

Durante a solenidade estiveram presente Presidente da Subseção de Campo Maior Dr Wilson Spíndola, Dr Nicollas Rafael além do jovem advogado maranhense Dr Renan Moura.

5bd42f36 f788 494c b1bf 82554b22d444

Para o Dr Eliardo Cerejo a criação da subcomissão na cidade é de suma importância, pois vivemos na era da informatização, do processo eletrônico e dos crimes virtuais, o direito evolui assim como a informática e essa união é indispensável nos dias de hoje. O Advogado também aproveitou a oportunidade para agradecer ao Presidente da Subcomissão, "Agradeço ao Dr Wilson Spíndola pela oportunidade e confiança em mim depositada, me colocando a frente desta tão importante subcomissão."    

Segundo o Dr Spíndola, a subseção da OAB de Campo Maior vem se destacando de forma a contribuir com o desenvolvimento da sociedade, garantindo a efetivação e aplicação das leis presentes no ordenamento jurídico brasileiro.

A 9ª Promotoria de Justiça pediu a prisão preventiva do policial militar envolvido em uma briga com o cantor Saulo Dugado em uma padaria localizada na Zona Leste de Teresina, na última quinta-feira (17). O PM é um dos suspeitos de envolvimento no sumiço de parte do dinheiro roubado durante um assalto ao banco do Nordeste em dezembro de 2018 em Teresina.

confusao padaria 2

O pedido veio por que o policial, que responde a processo criminal, estaria em liberdade sob a condição de não portar arma de fogo (exceto em serviço) e não se envolver na prática de novos delitos. O pedido foi feito pelo promotor Assuero Stevenson da 9ª Promotoria de Justiça.

A defesa do policial militar Wanderley Rodrigues da Silva argumentou que o policial agiu de forma a manter a ordem. "Ele tem o dever de agir em uma situação em que ele presencia um crime. A lei obriga a ele, e ele teve de usar a força moderada. Ele foi extremamente profissional", disse o Walter Menezes, advogado do policial.

De acordo com o advogado, o policial fez dois disparos em direção ao chão. Um dos disparos acertou uma das coxas do cantor Saulo Dugado. "Intuito dele foi cessar aquela agressão", disse Walter. De acordo com a defesa, o policial registrou um boletim de ocorrência e passou por exames de corpo de delito na manhã desta sexta-feira (18).

O cantor Saulo Dugado permanece internado em um hospital particular de Teresina. Ele foi atingido por um disparo em uma das coxas, e a bala se alojou no joelho. O cantor disse que a confusão começou após um "bate-boca" entre ele e o gerente do estabelecimento.

"Eu admito que estava num momento ruim, sou um ser humano e tenho oscilações de humor e destratei algumas pessoas. Mas ele devia me chamar e dizer: ou você se retira do local ou lhe dou voz de prisão", argumentou Saulo.

Com informações G1

A esposa, identificada apenas como Francília, e a filha do tesoureiro do Banco do Brasil do município de Pedro II foram encontradas sem ferimentos na manhã desta sexta-feira (18), após terem terem sido sequestradas no município. As duas haviam sido levadas de carro por seis homens depois de um roubo que eles realizaram à agência do BB da cidade.

A polícia militar informou que os bandidos conseguiram levar do Banco em torno de R$ 300 mil e que o crime ocorrido hoje com a família do tesoureiro, o qual não identificou, foi na modalidade conhecida como ‘sapatinho’. Neste tipo de delito, os criminosos, através de coação, sequestram parentes de uma determinada pessoa - no caso, o funcionário do Banco-, e ameaçam matar as vítimas como forma de pressionar o parente a liberar dinheiro para os bandidos.

pedroII2

De acordo com o coronel Sousa, comandante do Comando Meio Norte, seis homens em uma caminhonete abordaram a família hoje pela manhã quando eles estavam saindo de casa, e acabaram sequestrando Francília, um filho de dois anos, uma filha e o tesoureiro.

“Eles renderam todos, levaram de carro e ficaram com eles na Hilux. Aí um dos bandidos foi no banco com o tesoureiro e fez com que ele sacasse o dinheiro. Depois que eles terminaram a ação, os bandidos soltaram o funcionário do banco e o filho de dois anos. Como garantia para que não entregassem os bandidos, eles levaram a mãe e a outra filha, e só liberaram elas cerca de 45 minutos depois”, explicou Sousa sobre como aconteceu todo o crime. 

O agente Jean Carlos, da PRF de Pedro II, confirmou que Francília e a filha foram encontradas sem ferimentos e pareciam bem. Jean Carlos disse que depois de mãe e filha terem sido deixadas próximo à Usina Santana, pegaram uma carona e foram levadas até próximo à sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PI), em Teresina.  

“Elas foram encontrada sim, e agora depois foram levadas a Greco, onde prestaram depoimentos”, disse Jean Carlos.

A polícia segue em busca dos sequestradores. Até o momento, nenhum foi encontrado.

Com informações CV

paraiba60pronto