trilhafull

Uma mulher identificada como Érika Marcília Pimentel Barroso, de cerca de 40 anos, está desaparecida desde o dia 05 de abril. Ela mora no bairro Alto da Ressurreição, na zona Sudeste e deixa três filhos. Ela saiu de casa para acompanhar uma audiencia no Fórum Criminal de Teresina do filho de 16 anos.  

e087004e25e75d277aa4cfbb47cde8f9

De acordo com Maria do Socorro Nascimento, vizinha de Erika e frequentadora da mesma Igreja, a mulher desapareceu por volta das 11h30 da quinta-feira(05). 

“Ela foi com minha filha buscar dois filhos dela na escola e de lá ia para a audiência de custódia do mais velho no Fórum Criminal. Minha filha disse que ela chegou a entrar na Van e depois não voltou mais”, conta dona Socorro que cuida do adolescente de 16 anos, que foi liberado nesta audiência. 

Erika estava com um vestido listrado de preto e branco e uma jaqueta azul quando desapareceu. O II Conselho Tutelar foi acionado por causa das crianças um de 9 e outro de 12 anos, que agora estão com as irmãs de Erika. 

“Nós já fomos a hospitais, ao IML (Instituto Médico Legal) e nada dela aparecer. O filho diz que ela não chegou à audiência. Já botei no Facebook e nem eu e nem a família dela tem notícias até hoje”, afirmou dona Socorro, que também fez um Boletim de Ocorrência do desaparecimento. 

Familiares de Érika també divulgam nas redes sociais fotos dela. Quem souber de informações ligar para (86) 99400-21-32 / (86) 99953-8192.

Com informações CV

Na noite desta quinta-feira 12/04 o Rio Piracuruca subiu mais de 1,5 metro, inundou restaurantes e desabrigou famílias que moravam em áreas de risco, em alguns bairros do município.

A Defesa Civil municipal e diversos voluntários, passaram a noite realizando a remoção de famílias que moram em áreas de risco e abrigando em locais públicos. O município montou um esquema de acolhimento para todas as famílias ameaçadas pela cheia do rio, foi disponibilizado o número (86) 9 9943-4478 para acionamento emergencial da Defesa Civil.

858c2ab4 a1ff 400f 9dad f5789461681d

Vários moradores dos bairros próximos às margens do rio, se sentindo ameaçados com a rápida elevação do nível da água, estão realizando mudanças para outros bairros, assim como os proprietários de restaurantes localizados no Complexo Turístico Prainha, que tiveram que realizar o trabalho com a água já invadindo os estabelecimentos.

Em 6 horas choveu uma média de 111mm, o maior nível registrado dos últimos 3 anos. Muitos curiosos estavam indo à Prainha observar a ação da natureza, outros interrompiam o tráfego sobre a ponte estacionando motocicletas na estreita via, agentes de trânsito tiveram que ser acionados para liberar a pista.

A Defesa Civil instalou uma régua de marcação de 1,5 metros para acompanhar a elevação do rio, mas em poucas horas não foi possível mais avistar a referência.

 

Com informações do Piracuruca ao Vivo/MN
 

Cerca de 50 famílias estão ilhadas e precisaram nadar para sair de casa na quinta-feira (12) na comunidade Sapucaia, na Zona Rural do município de União, Norte do Piauí. A cidade é uma das oito que estão sob alerta para risco de enchentes do Rio Parnaíba. Mas, nesse caso a inundação se deve à cheia de um riacho localizado próximo à comunidade.

whatsapp image 2018 04 11 at 15.54.19

A empregada doméstica Bruna Pereira Alves, 22 anos, contou que alguns moradores deixaram de ir trabalhar. “A gente está cercado por todos lados, não tem como sair e nem entrar, só se for pela água, nadando”, disse.

Alguns moradores tiveram que deixar suas casas devido à invasão da água. “E continua enchendo, a gente não sabe o que fazer. Tem idosos, crianças, várias famílias sem poder sair, precisando de alguma ajuda”, desabafou Bruna Alves.

whatsapp image 2018 04 12 at 18.11.20

Na escola que atende a comunidade, a Unidade Escolar Gonçala Pereira das Neves, as aulas foram suspensas por tempo indeterminado. O colégio oferece ensino infantil e fundamental para 31 crianças, entre 3 e 14 anos, que residem na região.

Devido à enchente, a professora Josilene Nogueira, está impossibilitada de ir dar aula. “Eu moro em Teresina e está inviável chegar à escola. O caminho está bem alagado. Quando isso passar a gente vai repor aula e reformular o calendário para que não haja prejuízo para as crianças”, explicou.

Com informações G1
Foto: clique união

Um adolescente de 16 anos identificado pelas iniciais M.P. A, foi preso na cidade de Caraúbas do Piauí na tarde deste sábado (07/04), acusado de estuprar uma mulher de 22 anos com deficiência física e mental.

Segundo a Polícia Militar, a adolescente é camelô. Ao chegar a uma residência na Rua Nossa Senhora das Graças, próximo a Caixa D’água, o adolescente percebeu que a vítima estava sozinha e apenas de toalha envolta ao corpo, o menor não se conteve e partiu para cima da moça e a levou para o quarto e praticou o ato.

1761955405

Após o feito, segundo o relato da vítima em depoimento para delegada Rafaela Silva Bezerra, o camelô fez buscas no imóvel atrás de algum dinheiro. Ao abandonar a casa, um irmão da vítima percebeu fuga o menor. A própria vítima com a ajuda do irmão ligou a assistente social do município que acionou rapidamente a PM. O estuprador foi localizado e encaminhado à Central de Flagrantes na cidade de Parnaíba.

O adolescente é natural de Iguatu-CE. Devido à natureza do crime, a policia judiciária lavrou o procedimento de flagrante de estupro de vulnerável.

Com informações do Jornal da Parnaíba

paraiba60pronto