trilhafull

Populares revoltados com a covardia dos bandidos, começaram uma perseguição nas ruas da cidade em busca de justiça. Um dos elementos ainda não identificado foi encontrado jogado ao chão, na rua Travessa Maranhão, com rosto todo desfigurado, vitima de tentativa linchamento. Informações dão conta que os dois suspeitos seriam da localidade Barra do Longá. Os pertences da vítima foram recuperados.

Regional 540x350

Uma viatura do Grupamento da Policia Militar de Bom Principio, composta apenas pelo cabo Chagas Silva, atendeu a ocorrência. Uma Ambulância da cidade de Caraúbas realizou os primeiros socorros a vítima de linchamento. O jovem por estar com serias fraturas, foi encaminhou imediatamente para o pronto socorro do Hospital Dirceu Arcoverde em Parnaíba.

Com informações Burik

A Secretaria de Estado da Saúde confirma um caso de Influenza A H1N1, de uma paciente residente em Teresina. A confirmação ocorreu ontem (19/04), em um trabalho conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde. A paciente de 13 anos tem co-morbidade associada, pneumopatia crônica, está internada em UTI, com ventilação mecânica e estável. 

242d5991 4887 4a87 89e7 1e204405af2e

De acordo com o diretor de Vigilância e Atenção à Saúde(DUVAS), Herlon Guimarães, o caso foi confirmado laboratorialmente, por PCR, e a paciente está sendo medicada com Tamiflu, terapêutica adotada conforme protocolo clínico para H1N1. Ele afirma também que são disponibilizadas 20.500 unidades do medicamento, que já estão nas unidades hospitalares da rede estadual e municipal.

Campanha de Vacinação

A Secretaria de Estado da Saúde inicia a partir do dia 23 de abril a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (H1N1). A Campanha acontece até 1º de junho de 2018 e o dia D é 12 de maio.  No Piauí, estimam-se vacinar aproximadamente 800 mil pessoas.

A população deve procurar os postos de vacinação dos seus municípios.

Público a ser vacinado:

Pessoas com 60 anos ou mais de idade;

Crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias);

Gestantes;

Puérperas;

Trabalhadores da saúde;

Povos indígenas;

Grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais(como o caso da adolescente);

Professores das escolas públicas e privadas;

Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;

População privada de liberdade;

Funcionários do sistema prisional.

Com informações MN/ASCOM

Uma mulher identificada como Érika Marcília Pimentel Barroso, de cerca de 40 anos, está desaparecida desde o dia 05 de abril. Ela mora no bairro Alto da Ressurreição, na zona Sudeste e deixa três filhos. Ela saiu de casa para acompanhar uma audiencia no Fórum Criminal de Teresina do filho de 16 anos.  

e087004e25e75d277aa4cfbb47cde8f9

De acordo com Maria do Socorro Nascimento, vizinha de Erika e frequentadora da mesma Igreja, a mulher desapareceu por volta das 11h30 da quinta-feira(05). 

“Ela foi com minha filha buscar dois filhos dela na escola e de lá ia para a audiência de custódia do mais velho no Fórum Criminal. Minha filha disse que ela chegou a entrar na Van e depois não voltou mais”, conta dona Socorro que cuida do adolescente de 16 anos, que foi liberado nesta audiência. 

Erika estava com um vestido listrado de preto e branco e uma jaqueta azul quando desapareceu. O II Conselho Tutelar foi acionado por causa das crianças um de 9 e outro de 12 anos, que agora estão com as irmãs de Erika. 

“Nós já fomos a hospitais, ao IML (Instituto Médico Legal) e nada dela aparecer. O filho diz que ela não chegou à audiência. Já botei no Facebook e nem eu e nem a família dela tem notícias até hoje”, afirmou dona Socorro, que também fez um Boletim de Ocorrência do desaparecimento. 

Familiares de Érika també divulgam nas redes sociais fotos dela. Quem souber de informações ligar para (86) 99400-21-32 / (86) 99953-8192.

Com informações CV

Na noite desta quinta-feira 12/04 o Rio Piracuruca subiu mais de 1,5 metro, inundou restaurantes e desabrigou famílias que moravam em áreas de risco, em alguns bairros do município.

A Defesa Civil municipal e diversos voluntários, passaram a noite realizando a remoção de famílias que moram em áreas de risco e abrigando em locais públicos. O município montou um esquema de acolhimento para todas as famílias ameaçadas pela cheia do rio, foi disponibilizado o número (86) 9 9943-4478 para acionamento emergencial da Defesa Civil.

858c2ab4 a1ff 400f 9dad f5789461681d

Vários moradores dos bairros próximos às margens do rio, se sentindo ameaçados com a rápida elevação do nível da água, estão realizando mudanças para outros bairros, assim como os proprietários de restaurantes localizados no Complexo Turístico Prainha, que tiveram que realizar o trabalho com a água já invadindo os estabelecimentos.

Em 6 horas choveu uma média de 111mm, o maior nível registrado dos últimos 3 anos. Muitos curiosos estavam indo à Prainha observar a ação da natureza, outros interrompiam o tráfego sobre a ponte estacionando motocicletas na estreita via, agentes de trânsito tiveram que ser acionados para liberar a pista.

A Defesa Civil instalou uma régua de marcação de 1,5 metros para acompanhar a elevação do rio, mas em poucas horas não foi possível mais avistar a referência.

 

Com informações do Piracuruca ao Vivo/MN
 

paraiba60pronto