trilhaunook

O Banco do Nordeste abriu concurso público para preencher 700 vagas em cargos de nível médio e superior. A  remuneração vai de R$ 2.854,68 a R$ 4.941,17.  

Das 700 vagas disponíveis (200 para nível superior e 500 para nível médio), oito são de preenchimento imediato e as demais serão preenchidas gradativamente com o Plano de Incentivo ao Desligamento (PID) dos empregados da instituição, a ser lançado pelo BNB ainda este ano e com outros desligamentos naturais.

concurso geral

No Piauí, as vagas são para 18 cidades: Água Branca, Bom Jesus, Campo Maior, Corrente, Esperantina, Floriano, Oeiras, Parnaíba, Paulistana, Picos, Piracuruca, Piripiri, São João do Piauí, São Raimundo Nonato, Valença do Piauí, Teresina, União e Uruçuí.

O cargo que exige apenas nível médio é de analista bancário. O cargo que exige nível superior é de Especialista Técnico - Analista de Sistemas. É preciso estar formado em um desses cursos reconhecidos pelo MEC: Ciência da Computação, Engenharia da Computação, Engenharia da Informação, Informática, Sistemas de Informações, Tecnologia da Informação, Processamento de Dados, Segurança da Informação, Tecnologia em Telemática; ou ter concluído qualquer outro curso superior de graduação, reconhecido pelo MEC, desde que tenha concluído também curso de pós-graduação (stricto ou lato sensu) na área de Informática e/ou Segurança da Informação, com carga horária mínima de 360 horas.

O concurso está sendo organizado pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe UNB). 

Clique aqui para ver o edital.

As inscrições vão de 24 de setembro a 15 de outubro deste ano. As provas poderão ser realizadas em cidades de todos os estados do Nordeste, além de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo e Brasília. A taxa é de R$ 59 para nível médio e R$ 67 para nível superior.

Clique aqui para fazer a inscrição.

Com informações CV

Um vídeo que está circulando nas redes sociais e em aplicativos de conversa mostra uma jovem de apenas 18 anos sendo agredida, tendo o cabelo cortadoe ameaçada de morte por três mulheres e dois homens na mira de uma pistola ponto 40. Toda a ação aconteceu em uma casa abandonada no bairro Lourival Parente, na zona Sul de Teresina.

O repórter Kilson Dione, da TV Meio Norte, conseguiu encontrar a residência da vítima, que mora no bairro Vila Jerusalém e conversou com os pais da garota ameaçada.

89eb3201 9524 4c87 836d d6d2a18bd316

Por orientação do advogado da família, eles não puderam gravar com a equipe de reportagem, mas informaram que a filha começou a se relacionar com um homem que era namorado de uma das mulheres que aparece no vídeo. Isso provocou a raiva do grupo, que resolveu intimidar a jovem.

Ainda segundo a família, todas elas se conheciam. Uma das acusadas foi até a residência da vítima e a convidou para sair, o grupo foi até um bar no bairro Lourival Parente e permaneceram no local por um bom tempo, logo em seguida, ela foi levada para a casa abandonada onde foi ameaçada com uma arma apontada para sua cabeça e teve seu cabelo cortado.

“Eu só não te mato agora porque ‘nós não quer’, tu tá ligado como eu sou, eu considero as meninas. Se fosse o meu cara eu não tinha nem pena de ti”, afirmou a mulher que aparece segundo a arma na gravação.

A família relata que a jovem está traumatizada com toda a situação.

Com informações MN

O estudante Orleano Cantuário, 32 anos, foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável na cidade de União, no interior do Piauí. A vítima era enteada do suspeito de apenas 13 anos de idade e teria sido dopada com sonífero. Segundo o delegado Ricardo Moura, titular do 20º Distrito Policial, o crime foi denunciado pela mãe da garota que descobriu no celular do suspeito um vídeo com imagens da violência sexual. 

cc94dcff114c7e274707404cc7061cd2

"O suspeito colocou sonífero no café de sua enteada e da mãe dela. A enteada dormiu e o suspeito cometeu o estupro. O caso foi denunciado pela mãe da vítima que encontrou o vídeo no celular dele. Fizemos a apreensão do aparelho e extraímos as imagens", explica o Ricardo Moura, que investigou o caso.

O crime ocorreu em junho deste ano e a prisão na manhã desta quinta-feira (06). Mesmo sob a acusação de estupro, o estudante não fugiu e compareceu à delegacia após a intimação.

"Ele disse que o sonífero era dele e que tomava para dormir. Quando interrogado sobre o crime, mente tudo. Ele disse que não gravou o vídeo, não sabe quem gravou e não mexeu com ela. Não houve conjunção carnal, mas foi um crime preemeditado", disse o delegado. 

Orleano Cantuário está à disposição da Justiça.

Com informações CV

Um casal de idosos foi roubado e teve o carro levado por assaltantes no Residencial Parque Sul, na zona Sul de Teresina.  Uma das vítimas conversou com o Cidadeverde.com e relatou a ação. Ele pede que as pessoas ajudem a localizar o veículo e qualquer informação seja repassada para a Polinter e/ou Polícia Militar.

“Tudo foi muito rápido. A situação da violência está horrível. A gente estava chegando na casa do nosso filho, quando eles nos abordaram já pedindo a chave do carro”, disse a vítima, de 72 anos. O roubo ocorreu por volta das 20h30. 

088c2ab7cb044ec00ed2757263cf3db2

O filho da vítima acrescenta que o carro roubado é um Prisma, na cor preta, modelo 2008, com placa NIG 3490 (Teresina/PI). No para-brisa possui um adesivo com o nome Condomínio Santa Marta. Até às 08h58, o carro não foi localizado. 

Os assaltantes estavam em um carro da Peugout, na cor prata. “Minha mãe quase morreu. Ficou desorientada. Íamos já chamar o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) quando ela retomar a consciência. Esse Peugout, prata, aparelhou com o carro do meu pai aqui na porta da minha casa. Colocou a arma na cabeça da minha mãe e levou o carro”, comentou o filho do casal, que também preferiu não se identificar.

Ele relata ainda que a região do Parque Sul está registrando muitos assaltos a mão armada e roubo de veículos. 

Denunciar 

A Polinter (Delegacia de Polícia Interestadual do Piauí) agora conta com um número de telefone para ligações e recebimento de mensagens: (86) 9 9586 6531.  O coordenador da Polinter, delegado Luciano Alcântara, ressaltou que o número também funciona no aplicativo Whatsapp. 

O telefone fixo da Polinter é 86 3216-5305; Já o contato com a Polícia Militar é pelo 190. 

Com informações CV.

paraiba60pronto