trilhaunook

POLICIAL

 

A Polícia Civil de Campo Maior confirmou na manhã dessa terça-feira, 19.03, que a adolescente Sabrina Sousa Silva, de 17 anos, cujo corpo foi achado em um terreno baldio, no Bairro São João, em Campo Maior, na manhã de segunda, foi mesmo assassinada. Ela teve traumatismo craniano e o pescoço quebrado, após ser violentamente espancada.
mulherachaok

A confirmação do assassinato aconteceu após a realização da necropsia no corpo feita por peritos da Polícia Civil e informada nessa manhã pelo policial Bayker Martins, que também revelou já ter a identificação do assassino. “Ela tinha envolvimento com drogas e era uma pessoa de situação vulnerável, pois morava na rua e era usuária de drogas”, revela Bayker.  

O corpo de Sabrina foi localizado por volta das 10 horas de segunda-feira, 18.03, em um matagal, a menos de 20 metros da Igreja de Nossa Senhora das Mercês, no Bairro São João.

O corpo de uma mulher foi achado agora a pouco por uma equipe de garis que faziam limpeza em um terreno baldio, no Bairro São João, em Campo Maior. A Polícia Militar já está no local para fazer os primeiros levantamentos. Ainda não se sabe o que provocou a morte da mulher, que foi identificada como Sabrina Sousa Silva, 17 anos, nautral de Parnaíba.
mulherachada

O corpo foi localizado por volta das 10 horas dessa segunda-feira, 18.03, em um matagal, a menos de 20 metros atrás do Centro Social Nossa Senhora das Mercês no Bairro São João.
mulherachaok
Sabrina foi assassinada

A PM já isolou o local e já acionou a Polícia Científica para periciar o local e recolher o corpo para a necropsia, em Teresina.   
mulherachada1

A professora Auricélia Barros, de 30 anos, ficou ferida em estado grave, após sofrer tentativa de assalto, na manhã dessa segunda-feira, 04.03, por um homem que já foi identificado pela polícia e no momento está sendo procurado pela Polícia Militar de Campo Maior.
professoraassalto

De acordo com testemunhas, a professora foi atacada por volta das 9h30, na Rua Motorista Luciano, no Bairro São João, após sair de uma panificadora. Ela estava em sua moto, quando o assaltante, em outra moto, passou pela professora e tentou arrancar a sua bolsa.

Com a força do bandido, a professora foi derrubada da moto. O assaltante não conseguiu levar a bolsa da mulher, que caiu e bateu a cabeça no chão, sofrendo traumatismo. “Ela foi levada para o hospital daqui, mas logo depois foi transferida para Teresina. Ela está no São Marcos. Com a pancada na cabeça, ela perdeu muito sangue pelo ouvido e pelo nariz”, disse uma amiga da professora.

Policiais Militares do 15° Batalhão de Campo Maior fizeram a prisão de André Luiz Soares da Silva, mais conhecido como "André Pangaré", que nos últimos dias vinha aterrorizando a população de Campo Maior com vários assaltos a mão armada. Ele é suspeita de paeticipar do assalto a Drigaria Bom Preço, realizado na semana passada, no Centro de Camp Maior.
pangare

Pangaré é foragido da Colônia Agrícola Major César, em Altos, e contra ele pesam várias acusações de assaltos a mercadinhos, farmácias e padarias, além do roubo de motocicletas. A prisão de "Pangaré" ocorreu por volta da meia noite desse sábado (10), no bairro Santa Rita, em Campo Maior, após uma ação planejada dos policiais militares, que receberam informações sobre a localização do foragido.

De acordo com o Major Etevaldo Silva, Comandante do 15° Batalhão, há 15 dias que a Polícia Militar tenta localizar Pangaré. "Foram feitas algumas operações com esse objetivo. Ele costumava fazer os assaltos e se escondia na beira dos rios. Confessou que fez alguns assaltos em Campo Maior. Disse que a especialidade dele era roubar motos e assaltar o comércio", informou o Major.
pangare1

Na avaliação do Comando do Batalhão ainda existem alguns foragidos de presídios atuando em Campo Maior, mas Pangaré era um dos mais perigosos e procurados pela polícia porque praticou diversos assaltos recentes na cidade.
 

Participaram da prisão de Pangaré os sargentos Nascimento e Enilton, cabo Fonseca e soldados Vinícius, Damísia e Melo, além do reforço de uma equipe do BOPE (Batalhão de Operações Especiais), que veio de Teresina.

paraiba60pronto