trilhafull

Prefeitura de Campo Maior é referencia em Brasília no tratamento aos Agentes de Saúde

cell

Na semana passada Campo Maior foi referência em Brasília (DF), na reunião de representantes de Agentes Comunitários e de Endemias de todo o Brasil. A representação do Sindicato dos ACS e ACE do território dos carnaubais, que esteve na capital federal, destacou ao Ministro da Saúde, Ricardo Barros, o tratamento que o prefeito Professor Ribinha tem dado aos profissionais destas duas categorias e de outras que integram a Atenção Básica do município.

A presidente do Sindicato Célia Araújo e outros representantes da região foram a Brasília tentar derrubar os vetos que o presidente Temer instituiu as duas categorias. Dentre os vários vetos, Temer rejeitou os trechos que tratavam de indenização de transporte aos agentes e da jornada de trabalho, alegando que a competência legislativa da União sobre a matéria é apenas para "diretrizes" e que a questão deve ser tratada pelos respectivos entes federados, conforme a disponibilidade de recursos e o interesse público.

"O presidente Temer vetou 90% da lei, tivemos 16 vetos, e nós que fazemos também parte da Confederação Nacional estamos nesta luta da derrubada", mostrou Célia. Ela conta que estiveram em Brasília na semana passada, com o ministro da Saúde deputados e senadores em busca deste apoio e estão tristes porque veem que existem muitos prefeitos que são contra ao grande trabalho dos ACS e AE.

“Aqui e em outros municípios do Estado não temos esta dificuldade, especialmente em Campo Maior o prefeito Ribinha dá total apoio aos ACS e ACE, e este exemplo levamos aos prefeitos do território e de todo Brasil. Aqui temos como vantagens, recebemos o piso de R$ 1.014,00, mais 6,8% em cima do piso que consideramos como reajuste do salário mínimo”, explicou a presidente do Sindicato. Além destes valores os ACS e ACE de Campo Maior recebem também o terço férias, insalubridade, adicional por tempo de serviços e mais uma gratificação do PMAQ.

“Em alguns municípios os prefeitos não dão, mais em Campo Maior o nosso secretário de Saúde Marcelo Miranda e o prefeito garantem a todos os ACS e ACE esta gratificação. Além disto estamos trabalhando o nosso Plano de Cargo e Carreira, temos um bom diálogo com os dois e temos ainda todo ano um adicional como incentivo de um salário mínimo. Campo Maior bateu o recorde no Brasil, sendo a primeira prefeitura que pagou este incentivo aos profissionais. É o valor do piso, R$ 1.014,00. Enquanto os prefeitos pagam como 13º o de Campo Maior paga como um incentivo além do décimo”, destacou a presidente Célia Araújo.

 

Texto: Valdamir Alvarenga

Fotos: Web 

paraiba60pronto