trilhaunook

GRAVE: Ex-prefeito César Melo está na UTI em Teresina

544321134

O ex-deputado estadual e ex-prefeito de Campo Maior, César Ribeiro Melo, está internado no Hospital de Terapia Intensiva (HTI) Sul, em Teresina. Segundo informações de familiares, César Melo deu entrada já quarta-feira 26/12, após sofrer infecção urinária causada por um Cateter Duplo J, implantado após uma cirurgia para a retirada de cálculos renais.

 

32222

 

ENTENDA SOBRE A RETIRADA DO CATETER DUPLO J

 

A retirada do cateter duplo J é feita pela uretra (canal da urina). O procedimento pode ser feito manualmente ou através de endoscopia (cistoscopia) e não há necessidade de internação.

Nos casos em que o cateter precisa ficar apenas alguns dias no paciente, a remoção pode ser feita manualmente. Nessas situações, é colocado um cateter duplo J com um fio externo para a sua retirada. Para removê-lo, o médico simplesmente puxa esse fio de nylon .

Quando há necessidade de ficar com o cateter por um tempo mais prolongado, a retirada é feita por endoscopia. O procedimento é feito introduzindo um aparelho com uma câmera e uma pinça através da uretra, até chegar à bexiga. Depois, com o auxílio da pinça, o médico segura o cateter duplo J e retira-o.

Após a retirada do cateter o paciente pode sentir dor por até 3 dias. Contudo, a dor tende a desaparecer espontaneamente após esse período.

A retirada do cateter duplo J pode ser feita depois de 1 dia ou até 6 meses após a sua colocação, dependendo do motivo do tratamento. O tempo máximo que a pessoa pode permanecer com o cateter duplo J é 1 ano, já que há cateteres projetados para suportar esse tempo.

Contudo, na maioria dos casos, o cateter é deixado durante o pós-operatório até haver uma melhora do processo inflamatório ou até que ocorra a cicatrização, o que geralmente leva de uma a quatro semanas.

 

 

 

paraiba60pronto