trilhafull

POLÍTICA

O prefeito Professor Ribinha participou da 9° Conferência Municipal de Saúde nessa quinta-feira 22/03, e durante seu pronunciamento no evento, anunciou aos mais de 300 profissionais de Saúde presentes a aquisição de duas novas ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU de Campo Maior.

29512932 1995240434062292 7005269989838697207 n

As ambulâncias são oriundas de emendas do Senador Ciro Nogueira no valor de R$ 400.000,00 mil reais, ao todo 10 cidades piauienses foram contempladas. As novas viaturas do SAMU já foram adquiridas, e após as realizações dos tramites legais no Ministério da Saúde devem ser encaminhadas ao município.

Promovida pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Campo Maior, a 9ª Conferência Municipal de Saúde acontece nos dias 21 e 22 de março, fazendo uma reflexão e uma construção coletiva dos rumos que se pretende para o SUS no espaço municipal, sendo coordenada pelo secretário Marcelo Miranda.

29542269 1995240570728945 1208250096293317042 n

29541738 1995240500728952 474348152623163700 n

 

DSC 7530

A Prefeitura de Campo Maior através da Secretaria Municipal de Saúde em conjunto com o Conselho Municipal de saúde, realizou nesta quarta-feira 21/3, a IX Conferência Municipal de Saúde com o tema “O  SUS em Campo Maior, construindo um município saudável”.  O evento contou com presença do prefeito professor Ribinha, secretários municipais, vereadores, agentes comunitários de saúde, agentes de endemias, enfermeiros, técnicos, médicos, gerentes, coordenadores, fisioterapeutas, nutricionistas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, representantes dos prestadores de serviço e usuários. Durante todo o dia desta quinta-feira 22/3, o evento continua. 

A conferência trata-se de um momento de reflexão e de construção coletiva dos rumos que se pretende para o SUS no espaço municipal, democrático de construção da política de saúde e conta com a representação de vários segmentos sociais, para avaliar a situação de saúde e propor as diretrizes para a formulação da política de saúde em Campo Maior, portanto, é o local onde a população se manifesta, orienta e decide os rumos da saúde municipal em consonância com a estão.

DSC 7491

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Miranda, disse que esse momento é rico de diálogo e de debate sobre os destinos do SUS, e destacou que as Conferências Municipais de Saúde não podem ser vistas apenas como um evento comemorativo com o fim em si mesmo, mas sim como um processo contínuo que deve envolver de forma ampla todos os brasileiros.  “É aqui na conferência que temos a oportunidade de promover discussões amplas e qualificadas com cidadãos e cidadãs sobre os rumos da saúde, defender os princípios e diretrizes constitucionais deste direito, e claro fortalecer o papel protagonista da população na construção do Plano Municipal de Saúde e a importância da qualificação da estão por meio das comunidades”. Destacou Marcelo.

DSC 7508

DSC 7516

DSC 7476

DSC 7537

DSC 7542

DSC 7477

DSC 7479

DSC 7507

DSC 7538

DSC 7470

DSC 0276

DSC 0271

DSC 7549

cell

Na semana passada Campo Maior foi referência em Brasília (DF), na reunião de representantes de Agentes Comunitários e de Endemias de todo o Brasil. A representação do Sindicato dos ACS e ACE do território dos carnaubais, que esteve na capital federal, destacou ao Ministro da Saúde, Ricardo Barros, o tratamento que o prefeito Professor Ribinha tem dado aos profissionais destas duas categorias e de outras que integram a Atenção Básica do município.

A presidente do Sindicato Célia Araújo e outros representantes da região foram a Brasília tentar derrubar os vetos que o presidente Temer instituiu as duas categorias. Dentre os vários vetos, Temer rejeitou os trechos que tratavam de indenização de transporte aos agentes e da jornada de trabalho, alegando que a competência legislativa da União sobre a matéria é apenas para "diretrizes" e que a questão deve ser tratada pelos respectivos entes federados, conforme a disponibilidade de recursos e o interesse público.

"O presidente Temer vetou 90% da lei, tivemos 16 vetos, e nós que fazemos também parte da Confederação Nacional estamos nesta luta da derrubada", mostrou Célia. Ela conta que estiveram em Brasília na semana passada, com o ministro da Saúde deputados e senadores em busca deste apoio e estão tristes porque veem que existem muitos prefeitos que são contra ao grande trabalho dos ACS e AE.

“Aqui e em outros municípios do Estado não temos esta dificuldade, especialmente em Campo Maior o prefeito Ribinha dá total apoio aos ACS e ACE, e este exemplo levamos aos prefeitos do território e de todo Brasil. Aqui temos como vantagens, recebemos o piso de R$ 1.014,00, mais 6,8% em cima do piso que consideramos como reajuste do salário mínimo”, explicou a presidente do Sindicato. Além destes valores os ACS e ACE de Campo Maior recebem também o terço férias, insalubridade, adicional por tempo de serviços e mais uma gratificação do PMAQ.

“Em alguns municípios os prefeitos não dão, mais em Campo Maior o nosso secretário de Saúde Marcelo Miranda e o prefeito garantem a todos os ACS e ACE esta gratificação. Além disto estamos trabalhando o nosso Plano de Cargo e Carreira, temos um bom diálogo com os dois e temos ainda todo ano um adicional como incentivo de um salário mínimo. Campo Maior bateu o recorde no Brasil, sendo a primeira prefeitura que pagou este incentivo aos profissionais. É o valor do piso, R$ 1.014,00. Enquanto os prefeitos pagam como 13º o de Campo Maior paga como um incentivo além do décimo”, destacou a presidente Célia Araújo.

 

Texto: Valdamir Alvarenga

Fotos: Web 

O prefeito Professor Ribinha aproveitou o encontro que teve com o governador Wellington Dias, nessa terça-feira, 13, por ocasião das comemorações da Batalha do Jenipapo, para solicitar a imediata construção de uma passagem molhada no Rio Longá, na altura da comunidade Passagem da Negra, em Campo Maior. De pronto o gestor estadual atendeu ao pedido do município.
homenagens 40

Wellington Dias disse que vai liberar os R$ 350 mil necessários para a construção da passagem molhada, que terá 40 metros de extensão. O dinheiro será do Governo do Estado, mas também haverá uma contrapartida da Prefeitura de Campo Maior.
13demarco18 24

O prefeito Professor Ribinha disse que a passagem molhada vai resolver o problema enfrentado pelos alunos que moram na Passagem da Negra, mas que estudam na zona Urbana de Campo Maior. “A dificuldade maior deles é só no inverno”, revela Ribinha.
13demarco18 203

Ribinha lembrou em seu discurso na solenidade de comemoração da Batalha do Jenipapo que sua gestão será lembrada como um governo que constrói pontes. “Pontes não só de concreto, mas também que ligam o Governo ao povo com melhorias; liga o professor ao salário justo; o aluno às boas condições de ensino e que ligam o cidadão aos seus direitos”, detalha Ribinha.
homenagens 44

paraiba60pronto