trilhafull

POLÍTICA

500902

O prefeito Professor Ribinha percorreu parte dos seis abrigos mantidos pela Prefeitura de Campo Maior para alojar as famílias vítimas das enchentes dos rios que cortam a cidade, para coordenar, juntamente com o secretário de Saúde Marcelo Miranda, a distribuição de alimentos e medicamentos para os abrigados.

Por conta das chuvas que vêm caindo e causando alagamentos em vários bairros da cidade e deixando famílias alagadas e desabrigadas algumas pessoas que se encontravam em áreas de riscos de enchentes já apresentam problemas de saúde como gripes, diarreias, resfriados e outras doenças. Como ação preventiva e curativa, o prefeito Professor Ribinha e o secretário de Saúde Marcelo Miranda determinaram o envio de equipes da Atenção Básica para prestar assistências a quem precisa.

500901

500904

500903

500905

Dando continuidade às obras de melhorias no município, a Prefeitura de Campo Maior, através da Secretária de Obras, está construindo rampas de acessibilidade e fazendo a instalação de lixeiras ao longo de toda a Avenida Santo Antônio. As rampas estão sendo construídas no canteiro central, área utilizada pelos pedestres. 

30128000 1879251392105757 3589337687924127023 n

Os serviços começaram nesta sexta-feira 06/04 e devem ser concluídos até o final do mês, conforme prevê a secretaria responsável. O objetivo do serviço foi criar uma rota acessível e segura às pessoas que fazem uso das rampas, como idosos e deficientes físicos.

30222088 1879251232105773 3432580077953502261 n

Fotos: Valdamir Alvarenga

 

77777444333

O deputado estadual Aluísio Martins (PT) se despediu do mandato nesta terça-feira (3) na Assembleia Legislativa, com "a consciência do dever cumprido". Martins disse que foi a primeira vez que exerceu um mandato eletivo, pois antes não tinha pensado em ser vereador.

O deputadoe falou do seu trabalho como relator de várias matérias na Comissão de Constituição e Justiça e das audiências públicas em que teve a oportunidade de discutir diversos temas, sobretudo na Educação. Aluísio Martins disse que deixa a Assembleia num momento delicado da política brasileira e que faz votos para que o eleitor saiba escolher seus representantes na próxima eleição.

A deputada Flora Izabel (PT) ofereceu aparte afirmando que o colega vai fazer falta na Casa, pois sua atuação na CCJ e seu relacionamentocom os colegas foram muito bons.

Rubem Martins (PSB) também ofereceu aparte, reconhecendo o valor do colega e que apesar de pertencerem apartidos contrários, sempre tiveram bom relacionamento. Dr. Pessoa (SD) disse em seu aparte que foi o primeiro a apertar a mão de Aluísio Martins, quando ele chegou à Assembleia, e que durante a convivência se deu muito bem com ele.

Outro que enalteceu as qualidades do orador foi Dr. Hélio Oliveira (PR). Ele disse que Aluísio Martins exerceu seu mandato voltado para os problemas que mais afligem o povo. Evaldo Gomes (PTC) foi o último aparteante, agradecendo a colaboração que o colega deu na CCJ, comissão que ele presidiu até o ano passado.

defes2

Campo Maior possui 13 bairros dentro de áreas de riscos de enchentes. Estes dados são da Defesa Civil do município, que possui mapeamento das zonas mais afetadas pelas cheias de rios em decorrência de chuvas fortes.  As últimas chuvas que caíram na cidade durante o período da Semana Santa deixaram famílias agitadas com medo de terem suas casas invadidas pelas águas. O prefeito professor Ribinha visitou vários bairros.

Muitas que residem no curso dos rios, não puderam evitar, outras ainda estão em alertas.  Preocupado com a situação o prefeito Professor Ribinha acionou a Defesa Civil, a Secretaria de Desenvolvimento Social – SEMAS e outras no socorro aos que correm riscos.

A Defesa Civil possui um mapa da zona de riscos de desastres e uma brigada socorrista para ajudar nas ações que precisam ser tomadas. O coordenador da Defesa Civil Edilson da Vargem, contou, que na segunda-feira (1) mais de 12 famílias foram alocadas pela Prefeitura em locais seguros.

efess3

Segundo Edilson, Campo Maior possui em torno de 1.800 famílias, que estão nas áreas de enchentes.  “O Rio Surubim está com o volume de água baixando, o Longá está cheio, e o Jenipapo está baixo. Quando os três enchem pode existir alagamento”, explicou.

Estas possibilidades só acontecem, além destes três se outros dois que passam na cidade encherem. Isto ocorrendo pode alagar alguns pontos dos Bairros de Flores, Lourdes, São Joao, parte do Centro, Califórnia, Matadouro, Cariri, Vila Papi, Santa Cruz, Paulo VI, Conjunto AMOR, Parque Estrela, Jordao, parte do Cidade Nova por estarem dentro das áreas de cheias”

“A Defesa Civil se reuniu com os presidentes de bairros e recebeu algumas demandas para prevenir em caso de alagamentos nestes pontos” , contou Edilson da Vargem, ressaltando, que possui uma equipe de brigadistas, que estão à disposição para atender situações mais grave.

O coordenador falou, que o prefeito Professor Ribinha disponibilizou toda a sua equipe de secretários caso haja necessidade. “Todos tem nos atendidos quando precisamos” , destacou Edilson. Caso alguém queira entrar em contato com a Defesa Civil ligar para(86)  994139056 e o Whats que é o (86)981630575. A zona urbana e rural está monitorada pela Prefeitura.

Texto e fotos :  Valdamir Alvarenga

paraiba60pronto