trilhafull

POLÍTICA

O campus Heróis do Jenipapo de Campo Maior recebeu nessa segunda-feira, 22.01, investimentos na área de informática e climatização. Os equipamentos foram adquiridos com a emenda do deputado estadual, Aluísio Martins, que fez a entrega a entrega, acompanhado da reitora em exercício Bárbara Melo.
uespi equipa 13

Foram entregues impressoras multifuncional, estabilizadores, data show, computadores de mesa, notebooks e condicionadores de ar. A reitora Bárbara Melo informou que os equipamentos serão instalados nos laboratórios do campus.
uespi equipa 33

Os equipamentos foram comprados com recurso de emenda do deputado Aluísio Martins, na ordem de R$ 70 mil. O parlamentar revela que agora vai buscar recursos para a construção do novo prédio do campus Heróis do Jenipapo.
uespi equipa 37

“Já destinamos duas emendas para a modernização do campus Heróis do Jenipapo e agora vamos buscar, junto ao Governo do Estado, a viabilidade para que seja construído um novo prédio, mais moderno e mais amplo”, destaca o deputado Aluísio Martins.   
uespi equipa 54uespi equipa 72

mm7

A Prefeitura Municipal de Campo Maior, por meio da Secretaria municipal de Educação vai construir duas salas de aulas e um setor administrativo na Escola Briolanja Oliveira, no Bairro de Flores para receber alunos que estudavam na escola Raio de Esperança.

Serão construídos: diretoria, sala de aulas, de professores, e banheiros para os professores e os alunos da rede municipal de ensino, que antes estudavam na escola Raio de Esperança, no mesmo bairro, e estava pequena para atender a demana.

Segundo a secretária de Educação Conceição Lima, até a sexta-feira (19.01) já tinham mais de 430 alunos matriculados, há uma previsão de que mais alunos procurem a unidade para matrículas, chegando próximo aos 500.

No ano passado, numa reunião entre pais, a direção da escola, a secretária e os responsáveis pelo antigo prédio onde os alunos estudavam, foi oficializada a transferência deles para o Briolanja, em 2018.

O prefeito Professor Ribinha e a secretária Conceição Lima conseguiram numa parceria com o Governo do Estado, a escola para a alocação dos alunos. O colégio Briolanja é da rede estadual, foi reformado no ano passado e possui espaços para receber as turmas de ensino fundamental até o 9º ano.

O Colégio Raio de Esperança, era alugado para o município, representando mais despesas aos cofres públicos. Com a transferência, o município vai economizar por ano mais de R$ 20 mil.

Na semana passada, o prefeito, a secretária, membros do Conselho Municipal de Educação, e a presidente do Sindserme, a professora Bernadete Silva e os profissionais que vão construir o anexo foram a Escola Briolanja para ver o projeto. Há uma previsão de que logo após o carnaval, antes do início do período letivo os trabalhos estejam concluídos.

mm3

mm4

mm

mm5

Texto : Valdamir Alvarenga

A instalação de Matadouro Municipal em Campo Maior será pauta de uma reunião entre o prefeito Professor Ribinha, o superintendente da Secretaria Estadual de Planejamento Raimundo Pereira e proprietários de abatedouros de Campo Maior. A reunião está marcada para a próxima quarta-feira, 09.01.
abatedouros 15

O Matadouro Municipal vai atender as exigências da Vigilância Sanitária e do Serviço de Inspeção Municipal para promover o bem-estar da população campomaiorense que consome carnes.

Além de adequar o abate de animais às condições sanitárias, a instalação do Matadouro Municipal atende a uma determinação da Justiça Federal que determinou, a pedido do Ministério Público Federal, o fechamento em março de abatedouros que, segundo o MPF, funcionam em condições inadequadas.
abatedouros 25

O prefeito Ribinha disse, durante reunião realizada na semana passada com os proprietários de abatedouros, que a proposta é que a SEPLAN fique responsável em apresentar o projeto de instalação do matadouro, enquanto que o município tentará viabilizar uma parceria público-privada para a instalação do abatedouro comunitário em Campo Maior.
abatedouros 20

prefeito ribinha2

O prefeito Professor Ribinha fechou o ano de 2017 em Campo Maior contabilizando investimentos de quase R$ 2 milhões em melhorias de mobilidade urbana, asfalto na Orla do Açude e em algumas ruas da cidade, construção de calçamento e de mais de 100 km de estradas na zona rural, facilitando o acesso a várias  comunidades. Este ano de 2018, o prefeito está fazendo planejamento para que mais investimentos aconteçam em asfaltamento, calçamento e construção de estradas rurais.

Pela construção dos calçamentos o sentimento de quem foi beneficiado foi de gratidão. Esse sentimento ecoou entre os moradores das quadras F.G. e H do Conjunto José Francisco Bona, cujas ruas foram pavimentadas. O sentimento foi expressado durante a visita do prefeito. A população do residencial esperou 24 anos pela pavimentação.

O calçamento foi construído pela Superintendência de Obras com recursos próprios da Prefeitura de Campo Maior, que investiu no local mais de R$ 250 mil. Quatro ruas, com 130 metros de extensão cada, foram calçadas. Os moradores aproveitaram a visita do prefeito para agradecê-lo pela tão esperada pavimentação, que chegou em 2017, no seu primeiro ano de gestão. “Eu pensei que ia morrer sem ver esse calçamento aqui na minha rua”, disse o aposentado Cícero Bernardo, de 96 anos.

Estradas rurais

Foram beneficiadas várias comunidades, algumas na região de Corredores, da Lagoa Seca como Marimbondo e outras e na localidade Vera Lúcia passando pela Campeira e Angelim. Foi construído acesso também na localidade Esmeralda e outras.

Orla do Açude - Na orla do açude todos os trechos das imediações receberam asfaltamento, construído numa parceria com o Governo do Estado, no Projeto de Melhoria de Mobilidade Urbana e revitalização.

 Texto e Fotos (Edição): Valdamir Alvarenga

paraiba60pronto