trilhaoutubro2018

MP faz vistoria na penitenciária de Campo Maior e constata várias falhas

787879

Mesmo não estando ainda lotada, a recém inaugurada penitenciária de Campo Maior já apresenta problemas. É o que constatou uma vistoria realizada na última semana pela 1ª Promotoria de Justiça de Campo Maior, por meio do promotor de Justiça Luciano Lopes Nogueira Ramos.

Ele esteve no local acompanhado do juiz da 1ª Vara de Campo Maior, Muccio Miguel Meira, e do Defensor Público.

Dentre outros problemas, fatos graves como a presença de preso com tuberculose sem medicamento e junto com outros detentos, ausência de alambrado no muro externo - o que deixa fácil o arremesso de objetos ou drogas para os detentos, e nas torneiras das celas, não há água.

Foi constatado ainda que o setor odontológico da unidade não está funcionado, bem como o aparelho de raio X - neste caso por conta de um transformador -, e falta ainda sirene de alarme e até câmeras de segurança, e guardas nas guaritas e área externa. O presídio que tem 160 vagas possui 97 presos.

paraiba60pronto