trilhafull

POLICIAL

 

90005671

O cartório Extra Judicial localizado na Avenida José Paulino, no Centro de Campo Maior, foi arrombado na madrugada de sexta-feira (21/07). Segundo informações, nenhum objeto foi levado, vários documentos foram revirados, não se sabe ainda se entraram para cometer um furto, ou se estavam à procura de algum documento específico.  

A policia foi acionada e a perícia já esteve no local colhendo as primeiras informações. Imagens das câmeras de segurança da região foram solicitadas pela polícia para ajudar na investigação. Nessa segunda-feira 24/7, o cartório voltou a funcionar normalmente. 

O jovem campomaiorense Everardo Bandeira Júnior, de 17 anos, morreu no inicio na tarde desse domingo, 23.07, na BR-343, depois de colidir (de frente) sua moto com uma caminhonete., que era conduzida por uma mulher. O acidente aconteceu quando o motoqueiro se dirigia para um motopasseio em Boqueirão do Piauí.
everardo

A colisão aconteceu por volta das 13 horas, na BR-343, mais precisamente nas proximidades na rótula de acesso a cidade de Nossa Senhora de Nazaré. Apaixonado por motovelocidade e vaquejadas, Júnior seguia com amigos para o evento em Boqueirão do Piauí.
everardo1

Júnior foi atingido por uma caminhonete, modelo Ranger, que foi abandonada após o acidente.  Informações de testemunhas informam apenas que a motorista se dirigia no sentido litoral-Teresina.
everardoo2

O motoqueiro morreu no local do acidente, uma vez que sofreu várias fraturas e traumatismos. O corpo de Everardo Júnior foi levado para perícia no Necrotério do Hospital Regional de Campo Maior e liberado para o velório já na noite desse domingo.

A Polícia Rodoviária Federal informou que somente após 15 dias se pronunciará oficialmente sobre o acidente, informando apenas que foram colhidos dados do acidente. 
everardoo1

Com a autorização da 1ª Vara Criminal de Campo Maior, dois dos três acusados de tráfico de drogas presos durante operação nos Bairros Matadouro e Cariria, foram liberados nessa quinta-feira, 20.07.  Ainda com a permissão da Justiça, a 5ª Delegacia Regional da Polícia Civil fez a transferência de três presos para Casa de Custódia José de Ribamar Leite, (em Teresina).
polmata4
Galope

Foram transferidos os presos Francisco Pereira da Silva, vulgo James, (preso por receptação e furto de veículos); Ernandes Silva Santos, (preso por estupro de uma criança na localidade Água Fria); e Antônio Francisco Bento Araújo Silva, conhecido por Galope, (preso por tráfico e com um revólver usado para disparos contra moradores do bairro Matadouro).

james
James

Galope é o único detido durante a operação nos Bairros Matadouro e Cariri que continua preso. Os outros dois acusados: Thiago Paulino da Silva e Leandro de Castro do Nascimento responderão ao inquérito policial em liberdade.

Agora, com a transferência dessa quinta-feira, somente um preso permanece na carceragem da 5ª DPC em Campo Maior. O detento tem mandado de prisão pelo Estado da Paraíba.

O policial Beyker Martins informou que todo o material apreendido na última operação realizada pelas Polícias Civil e Militar foi encaminhado ao Instituto de Criminalística.⁠⁠⁠⁠

679903

Alegando estar cansado de ser traído pela mulher, um morador de Cáceres, cidade a 220 km de Cuiabá, procurou a delegacia da Polícia Civil e registrou um boletim de ocorrência contra a companheira. No documento, registrado na última segunda-feira (17), o homem, de 50 anos, disse que não aguentava mais ‘tomar chifre’, por isso resolveu procurar a polícia.

A imprensa não localizou o marido ou a mulher. O boletim de ocorrência foi feito com termos chulos e palavras grosseiras em relação ao suposto comportamento da mulher do morador, além de conter vocabulários normalmente encontrados no linguajar mato-grossense. A Polícia Civil confirmou que o boletim de ocorrência foi feito pelo marido na delegacia, que assinou e concordou com o que foi dito.

No documento, o homem disse que tem um relacionamento com uma mulher que conheceu em Cáceres, porém, teria presenciado diversas traições, sendo que em uma delas encontrou a companheira na cama com outro homem. Ele disse à polícia que chegou a danificar a bicicleta da mulher para evitar que ela saísse de casa e o traísse outras vezes.

“(…) o comunicante [marido] não aguenta mais tomar chifre na cabeça e ver sua morena (…) com outros homens na rua e por isso veio até a delegacia para registrar o boletim de ocorrência”, diz o BO. O próprio marido se diz ‘corno’ e pede ajuda da polícia para não ter mais problemas com a ‘morena’. A Polícia Civil informou que o boletim de ocorrência foi classificado como ‘natureza atípica’. Por isso, não gera nenhum procedimento policial, já que a situação narrada não é considerada crime pela polícia.

Ainda conforme a polícia, o próprio marido quis que os termos fossem descritos na forma em que foram colocados no documento. Contudo, pela maneira narrada e pelas palavras grosseiras usadas no boletim de ocorrência, o marido deve ser chamado para se explicar na delegacia. A previsão é que ele seja ouvido na tarde desta quarta-feira (19) em uma delegacia em Cáceres.

Fonte: G1

paraiba60pronto