trilhafull

POLICIAL

 

A feirante Zilmar Rodrigues dos Santos Pereira, de 52 anos, morreu no Hospital Regional de Campo Maior, após ter sido vítima de um acidente de trânsito nessa manhã de sexta-feira, 23, na BR-343, no perímetro urbano de Campo Maior. Ela ficou presa entre pneus de um ônibus escolar da Secretaria Municipal de Educação.
acideonibus7

O acidente aconteceu por volta das 6h50, em um lugar conhecido como ‘Boca do Inferno’, quando o motorista do ônibus Júlio Rodrigues, manobrou o coletivo na curva. O ônibus se dirigia a escola Vida Verde.

Zilmar andava em uma bicicleta quando se envolveu no acidente. A mulher ficou presa nos pneus, sendo resgatada por socorristas do SAMU de Campo Maior e levada ao Hospital Regional de Campo Maior, onde morreu segundos depois de dar entrada.
acidenteonibus2

Zilmar é moradora da comunidade Nova Olinda, na região da Fazendinha, e estava na cidade para vender galinhas caipiras.
acidenteonibus3

A Prefeitura de Campo Maior divulgou nota ao público. Veja a nota:  

O prefeito de Campo Maior, José de Ribamar Carvalho, lamenta profundamente o acidente que vitimou a senhora Zilmar Rodrigues dos Santos Pereira, ocorrido nessa manhã de sexta-feira, 23.03, em Campo Maior, envolvendo um ônibus da Secretaria Municipal de Educação.

Ao ser informado do ocorrido, o prefeito Professor Ribinha determinou as Secretarias de Educação, Assistência Social e de Saúde que enviassem suas equipes de psicólogos e assistentes sociais para providenciarem a assistência funerária à vítima e o suporte psicossocial às crianças que estavam sendo transportadas no momento do acidente.

O prefeito informa também que determinou que a Secretaria de Trânsito acionasse as perícias da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Civil para investigar as causas do acidente.
reunionibus 6

O chefe de disciplina da unidade de apoio prisional da Colônia Agrícola major César Oliveira foi vítima de um assalto na última quarte-feira 21/03 nas proximidades do presídio, que fica as margens da BR-343, no município de Altos-PI.

Segundo informações do presidente do sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí, José Roberto, o trabalhador foi assaltado em um trecho que fica a 800 metros da unidade prisional por três detentos.

O fato aconteceu por volta das sete horas da manhã quando o agente estava se deslocando para a colônia major César. Conforme relatado os presos consweguem sair e voltar para a unidade, na hora que eles quiserem. A vizinhança também reclama da insegurança na região. E a Secretaria de Segurança já foi informada sobre o ocorrido.

majorcesar

Com informações GP1

Foto: Google

A 1ª Vara do Tribunal do Júri negou o pedido de liberdade provisória do ex-policial militar Aldo Luís Barbosa Dornel.  A decisão é o dia 19 de março deste ano. Aldo Dornel é acusado de matar Emilly Caetano, uma criança de nove anos, durante uma abordagem policial na noite de Natal, 25 de dezembro de 2017. 

meninaemily12

"A necessidade de manutenção da segregação provisória é encontrada, fundamentada, na garantia da ordem pública", disse em documento o juiz Antônio Noleto. Emilly estava com os pais e duas irmãs, sendo uma dela um bebê de nove meses, em um veículo passando pela Avenida João XXIII quando foram surpreendidos pela viatura policial. O pai da menina, o cantor Evandro Costa, ficou ferido com os disparos. As irmãs e a mãe não foram atingidas. 

Segundo a mãe de Emile, Daiane Félix Caetano, em depoimento à polícia, ela e o marido, o cantor sertanejo Evandro da Silva Costa, estavam indo levar a filha para uma franquia de açaí quando ocorreu a abordagem policial. Daiane conta que antes dos policiais efetuarem os disparos, populares avisaram que o carro estava ocupado por uma família. Os PMs envolvidos na ocorrência são do 5° Batalhão da Polícia Militar, responsável pelo policiamento na zona Leste da Capital. 

Aldo Luis Barbosa Dornel já responde a um processo na justiça por lesão corporal, o que reforçou na negação do pedido de liberdade provisória. Ele foi denunciado pelo Ministério Público Estadual (MPE) por atirar em julho do ano passado em um rapaz suspeito de agredir os avós no bairro Vila Uruguai. 

O policial ingressou na Polícia Militar em 2010 sub judice após ter sido reprovado no teste psicológico realizado pela banca do concurso, no caso o Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos da Uespi, o Nucepi.

Com informações CV

Um motorista identificado como Severino, de 57 anos, bateu o carro na lateral da ponte sobre o Rio Longá, na BR-343, na altura de um posto de gasolina, na saída de Campo Maior para Piripiri. O acidente aconteceu porque o motorista sofreu infarto quando dirigia seu carro Ford pela BR, na tarde dessa segunda-feira, 20.
acideposto1

Severino foi socorrido pelo SAMU, que constatou o infarto e que ele tinha sofrido alguns ferimentos provocados pela colisão do veículo com a ponte. Ele foi levado para o Hospital Regional de Campo Maior e depois para o Hospital de Urgência de Teresina. 
acideposto2acidepostoacidenteposto

paraiba60pronto