trilha maio

Diretor preso por estupro é transferido para o Comando Geral da PM no Piauí

Na manhã da última sexta-feira 26/01, a Polícia Civil do Piauí, por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), deu cumprimento, ao mandado de prisão preventiva contra empresário Monteiro, dono de uma escola particular, localizada no bairro Ilhotas, na zona Sul de Teresina. Ele é acusado de estupro de vulnerável tendo como vítimas três crianças com idades entre oito e doze anos.

diretorestu

Nesta terça-feira (30), o diretor foi transferido para o Comando Geral da Polícia Militar. De acordo com o advogado Lúcio Tadeu, ele não foi encaminhado para um presídio comum porque é um preso provisório.

“Uma situação dessa natureza com certeza ele não foi encaminhado para um presídio porque ele é um preso provisório, ainda não foi condenado. A transferência dele para o comando geral da Polícia Militar com certeza se deu com alguma ordem judicial, acredito que não foi a polícia que tenha tomado essa decisão, ele está respondendo uma denúncia e isso se torna preventivo. Pode ser ainda que no decorrer da instrução ele possa ser colocado em liberdade”, afirmou.

O advogado afirmou ainda que o estado tem por obrigação garantir a segurança do detento. “O Ministério Público deve ter pedido e o judiciário atendido, ele não está no presídio militar e sim no comando da Polícia Militar. Tem outros presos lá também na mesma situação”, disse.

Com informações MN

paaibaprontook