trilhafull

Família denuncia que jovem deficiente foi agredido por dois policiais

Uma família residente em Timon, no Maranhão, procurou a Polícia Civil do Piauí para denunciar agressões que teriam  sido praticadas por dois policiais militares de Teresina contra um jovem deficiente identificado como Isaías Oliveira, que sofre de problemas mentais. Em fotos divulgadas pela família, o jovem aparece agredido com marcas de sangue na roupa. 

O Comando-Geral da Polícia Militar ainda não foi notificado oficialmente sobre o caso. Mas logo que a denúncia chegue, vai ser encaminhada para Corregedoria da PM, responsável por analisar o comportamento dos policiais e determinar a punição. O caso também foi denunciado na Delegacia de Proteção aos Direitos Humanos.

41e650e0 049e 4c14 a5c4 98378b6d715f

Segundo a família, o jovem usava farda escolar quando foi abordado por dois policiais militares. O jovem tem apenas 21 anos, e toma remédios controlados desde que nasceu. As agressões teriam ocorrido na última terça-feira, quando ele conseguiu sair de casa sem que ninguém percebesse, e foi parar na escola Pestalozzi em Teresina, onde estudou por mais de 8 anos.  

Na volta para casa, na altura da Ponte Metálica, entre Teresina e Timon, Isaías teria sido abordado por dois policiais militares do Piauí. A família acredita que o jovem pode ter sido confundido com um assaltante. Na abordagem equivocada da polícia, dele foi agredido com socos e pontapés. Um dente foi quebrado, e o rapaz foi submetido a um exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML). 

Com informações MN

paraiba60pronto