trilhaunook

REGIONAL

 

0989

Um grave acidente ocorrido por volta das 20:30 de hoje(30/09), na Avenida Nossa Senhora de Fátima, próximo ao Posto São Raimundo, saída de Altos para Campo Maior, deixou um homem gravemente ferido.

A vítima identificada apenas como Domingos, estava em uma bicicleta, quando foi colhido por um Fiesta, de cor preta, ficando gravemente ferido. O motorista do carro, identificado como Márcio, prestou socorro e ficou até a chegada do SAMU, no local.

O motivo do acidente ainda não se sabe, pois somente após a chegada da PRF e a realização da pericia técnica, poderá sair o laudo sobre o fato.

O trânsito ficou complicado durante alguns minutos, mas estava sendo controlado pela PM de Altos.

0031

A Casa Espírita Mensageiros de Luz promove, de 8 a 10 de setembro, em sua sede, na Rua Hermelino Cardoso, 133, Centro, em Castelo do Piauí, a sua 1ª Jornada Espírita, com o tema "Mãos estendidas de esperanças". Confira a programação.

1213

Um homem de mais de 60 anos, identificado apenas como João, sofreu um golpe de foice na cabeça, na manhã de hoje, no Bairro São Luiz, na cidade de Altos.

O acusado de aplicar o golpe, é conhecido apenas como Negão e aparenta ter problemas mentais. O mesmo foi pego logo em seguida pela PM e levado para o 14º DP de Altos.

A vítima perdeu muito sangue e foi socorrida pelo SAMU. No momento ele encontra-se estável e consciente no Hospital José Gil Barbosa. 

O motivo da ação ainda não foi desvendado, uma vez que o acusado se recusa a falar na Delegacia. Os envolvidos são vizinhos e uma pessoa relatou que Negão já teria ameaçado João.

77609

A Comissão da Mulher Advogada da OAB-PI emitiu, na tarde de hoje (22), Nota de Repúdio contra as manifestações racistas e preconceituosas contra a Missa Brasil 2017, a piauiense Monalysa Alcântara. 

Em nota, a ordem declara que os ataques são inaceitáveis e representam injúria racial e violência contra a mulher negra.

Leia texto na íntegra:

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, através da Comissão da Mulher Advogada, vem a público repudiar veementemente postagens preconceituosas de cunho racista e  discriminatório veiculadas em redes sociais desferidas em face de Monalysa Alcântara, eleita recentemente Miss Brasil 2017, aclamada como legítima representante da mulher piauiense e brasileira por seus atributos pessoais que não se limitam ao critério beleza, mas por sua inteligência, brasilidade registrada em sua fala íntegra de uma jovem mulher que luta pela igualdade e defesa dos direitos da mulher. Tais ataques injustificáveis e inaceitáveis representam claramente injúria racial e fomentam a violência contra a mulher negra, afetando a todas as mulheres brasileiras, o que deve ser repudiado por toda a sociedade.

paraiba60pronto