trilhafull

Com confusão, Alepi aprova reajuste de 2,95% para professores

Após empurra-empurra e confusão, durante a barreira feita por professores em greve na passarela de acesso ao Plenário da Assembleia Legislativa, os deputados estadual aprovaram, na quinta-feira, os Projetos de Lei 32/18 e 33/18 do Poder Executivo que dispõem sobre a concessão de reajuste salarial de 2,95% para professores, servidores da Secretaria de Educação, policiais militares e civis, agentes penitenciários, bombeiros militares, auditores e procuradores do Estado.

aaeef08f 10c1 4fd6 91e3 12cb4316b200

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Francisco Limma disse que a lei não é uma operação matemática e o que surgiu, no caso da anulação do veto do governador Wellington Dias foi um impasse jurídico e legal, diante da situação.

Segundo o deputado Francisco Limma, diante do impasse jurídico, era preciso encontrar uma solução para a situação. Ele parabenizou os parlamentares da base governista, por terem tido a capacidade de compreender isso.

Limma acrescentou que não se pode deixar que o estado do Piauí chegue ao estado em que se encontra o Rio de Janeiro, por exemplo.

“Quero parabenizar a todos os que estão trabalhando em favor do reajuste salarial, sem importar o quanto, e dentro da legalidade”, disse Francisco Limma.

“Não somos nós os fazedores de leis e que iremos cometer qualquer ilegalidade e nós precisamos defender a lei, em qualquer situação e, quando acharmos conveniente, e se for necessário, inclusive refazer a lei. Vivemos em um regime democrático e nem que isso signifique, rever as nossas posições”, declarou Francisco Limma.

Em seguida, Robert Rios, Dr. Pessoa e Rubem Martins, também, declararam voto contrário ao Projeto de Lei. Os professores ocuparam os corredores da Assembleia Legislativa e as galerias do plenário para protestar contra a votação da matéria.

Ainda na sessão desta manhã, os deputados aprovaram em primeira e segunda discussões o Projeto de Lei Complementar 08/18 do Poder Judiciário que dispõe sobre a criação do cargo de juiz auxiliar da Vice-Corregedoria Geral de Justiça e reformula a composição do Conselho de Administração do Fermojupi (Fundo de Modernização do Poder Judiciário do Piauí).

Na primeira discussão da matéria, 24 deputados votaram a favor do PLC do Poder Judiciário, um parlamentar votou contra e cinco estavam ausentes da sessão plenária. Na segunda discussão, 23 votaram favoráveis, um votou contra e seis estavam ausentes do plenário. As proposições aprovadas esta manhã seguirão agora para sanção pelo governador Wellington Dias.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Themístocles Filho (MDB), entrou com escolta e houve empurra-empurra, com alguns professores, cinegrafista e jornalistas caindo no chão e se machucaram levemente.

Com informações MN

paraiba60pronto