trilhafull

6009032

A Polícia Rodoviária Federal (PRF). Segundo o superintendente regional da instituição, Welendal Tenório, a tragédia poderia ter sido maior, já que a rodovia é movimentada aos finais de semana por conta da grande quantidade de sítios e chácaras no percurso, além do tráfego de ônibus. 

“Poderia ter batido em um ônibus, em outro carro com uma família. A tragédia poderia ter sido maior”, alertou o superintendente. 

A PRF investiga se a colisão teria sido causada por uma disputa de “racha” entre os motoristas. “Estamos avaliando a questão da velocidade com a perícia. A gente tem testemunhas que viram os carros passando próximo a Campo Maior em alta velocidade, mas sem o radar para registrar isso é muito difícil definir que foi um racha. Agora no momento da colisão ao menos um dos veículos estava em excesso de velocidade”, disse o superintendente.

Segundo Welendal, foi a primeira vez que se teve registro de motoristas em grupo envolvidos em um acidente. “A gente tinha informações de motos. Ano passado teve até uma morte em um acidente parecido neste mesmo trecho. Sobre carros nós não tínhamos nenhuma informação, até porque quando eles passam pelo posto passam separados e em velocidade adequada. Infelizmente foi a primeira vez que chega essa informação mais concreta”, afirma.

De acordo com o superintendente, a maior velocidade registrada em rodovia do Piauí foi de 206km, na BR-316, próximo ao município de Água Branca no final do ano passado. “A maior parte dos radares que nós temos nas rodovias não são nem da PRF, mas do DNIT. Os radares fixos ao longo das rodovias. No total no Piauí são 110”,  afirma, destacando que a PRF não tem como  fiscalizar todos os trechos.

A Igreja Católica de Campo Maior divulgou nesse domingo, 18.03, a programação religiosa para as celebrações da Semana Santa na cidade. Os atos começam na próxima sexta-feira, 23, com a tradicional procissão do Encontro das Imagens, que acontece na Praça da Prefeitura às 18 horas.
igrejasantoantonio

No domingo, dia 25, acontece a Procissão de Ramos às 8 horas. Após a procissão será a missa solene com a benção de ramos. Às 17 horas acontecerá outra celebração na Catedral de Santo Antônio.

Na quarta-feira, dia 28, o bispo Dom Francisco de Assis celebra a Missa dos Enfermos, na Catedral de Santo, às 8h30.

Dia 29, na quinta-feira, será celebrada a Missa dos Santos Óleos a partir das 8h30. No mesmo dia acontece a Missa da Ceia do Senhor, às 19 horas.

O dia central da Programação é na sexta, 30, com a celebração da Paixão de Cristo a partir das 15 horas, na Catedral de Santo Antônio. Nesse dia haverá adoração à cruz e ao santíssimo Sacramento e depois procissão do Senhor Morto.

Já no Sábado de Aleluia, dia 31, será feita a Vigilai Pascal com a proclamação da páscoa. As celebrações continuam no domingo, 01.04, com duas missas. Uma às 8 horas e outra às 17 horas.  

A Secretaria Estadual da Fazenda (SEFAZ) comunica que, a partir desta quinta-feira (08 de março), as pessoas com deficiência que deram entrada no pedido de isenção de ICMS para aquisição de veículo já podem conseguir o Termo de Isenção pela internet, acessando o SIAT web:

https://webas.sefaz.pi.gov.br/siatweb e clicando no menu ISENÇÃO DE ICMS/DEFICIENTES  ou direto nolink https://webas.sefaz.pi.gov.br/IsencaoIcmsDeficiente/,  sem precisar pegar o documento na Sefaz.  

defic2 1

“Estamos trabalhando para aperfeiçoar, cada vez mais, os serviços oferecidos pela Sefaz, visando facilitar a vida dos contribuintes. E no caso das pessoas com deficiência, é uma forma de oferecer mais comodidade para que essas pessoas não precisem se descolocar até à Sefaz”, afirma a diretora da Unidade de Administração Tributária da Sefaz (UNATRI), Graça Moreira Ramos.

Dessa forma, ao dar entrada no requerimento pedindo a isenção do ICMS em uma das agências da Sefaz, na capital ou no interior, a pessoa além de poder acompanhar todo o processo pelo SIAT ainda pode dispor do Termo de Isenção, como muito mais facilidade.   

Com informações MN

A Lei 10.826/2003, mais conhecida como Estatuto do Desarmamento, apesar de ser uma legislação bastante restritiva, não proíbe a compra de armas no Brasil, mas poucas pessoas sabem disso. A burocracia imposta por essa lei acaba desanimando qualquer pessoa que queira ter uma arma de forma legal. As exigências documentais são inúmeras, os gastos necessários com todo o processo e, no final, o preço das armas é algo que desanima muita gente que deseja estar legalmente armado.

arma3

Porém, mesmo com toda essa dificuldade, vem crescendo o número de brasileiros que resolveram comprar uma arma para defesa pessoal. A cada dia tem aumentado o número de pessoas que procuram a Polícia Federal em busca desse direito.

Esta era uma missão que, até pouco tempo atrás, só os especialistas e despachantes conseguiam encarar. O cidadão que desejava comprar legalmente sua arma de fogo estava quase que obrigado a contratar um profissional especializado, devido à quantidade de entraves burocráticos que a Lei propositadamente colocou. Não é difícil encontrar pessoas que pagaram mais de R$ 2.000,00 só com o despachante.

Resolvemos investigar um pouco para tentar entender todo o processo legal da compra de uma arma de fogo e descobrimos um Guia Completo que promete ensinar o passo a passo de forma simples e descomplicada.

Nosso produtor entrou em contato com a empresa responsável por este Guia para saber mais detalhes e se tudo que era ensinado estava dentro da lei e acabou ficando surpreso com a qualidade do material ofertado. "A empresa nos deu acesso ilimitado ao Portal do Cidadão Armado por 10 dias para que a gente conhecesse o Guia e tudo que era oferecido, realmente é algo diferenciado, tanto pela qualidade do serviço quanto pela riqueza de informações", afirmou nosso editor Sávio.

Nossa equipe pesquisou o preço e o tempo médio que é gasto por um cidadão comum que resolve comprar uma arma com um despachante e comparou o mesmo processo com o auxílio do Guia do Cidadão Armado. Confira o resultado:

tabea

O que dizem os especialistas

Bene Barbosa, o maior especialista deste tema no Brasil e autor do Best-seller "Mentiram Para Mim Sobre o Desarmamento", deu também sua opinião sobre este Guia que, apesar de polêmico, é bastante esclarecedor. "...aborda de forma sintética e muito bem esquematizada praticamente tudo que é necessário para adquirir legalmente uma arma, seja para defesa ou para prática esportiva", elogiou Bene Barbosa.

Veja como comprar uma arma, clique aqui

O autor do Guia do Cidadão Armado, que prefere não se identificar, informou que está sendo pressionado por todos os lados para retirar o livro digital da internet. Mas enquanto isso não acontece, você pode conferir o material clicando aqui.

Com infomações G1

paraiba60pronto