trilhafull

Os usuários do WhatsApp poderão realizar videoconferências em grupo e usar stickers nos bate-papos. O anúncio foi feito durante a F8, conferência para desenvolvedores promovida pelo Facebook. A previsão é de que as atualizações cheguem nos próximos meses ao aplicativo, que realiza diariamente mais de 2 bilhões de minutos de ligações de vídeo e áudio.

O evento também marca a saída do cofundador do mensageiro, Jan Koun, e a confirmação de que a versão Business do app permanecerá gratuita, contrariando as expectativas da época de seu lançamento.

whatsapp usuario bloqueado marca

Imam não deu muitos detalhes sobre como será a conversa por vídeo em grupo, mas uma imagem exibida na apresentação mostrou a participação de quatro pessoas simultaneamente. É provável que o número de participantes seja maior – recentemente, o Snapchat anunciou uma ferramenta semelhante com suporte a até 16 pessoas ao mesmo tempo.

A chegada dos stickers é esperada há bastante tempo. O recurso já está presente outros programas de mensagem, como o Messenger e o rival Telegram. A aplicação permitirá que terceiros disponibilizem seu próprio pacote de imagens, como uma forma de manter ainda mais rica a galeria de opções.

 Stickers chegarão ao WhatsApp nos próximos meses (Foto: Reprodução/ The Verge)

A diretora do WhatsApp informou ainda que a versão do programa voltada para os negócios permanecerá gratuita. O programa já conta com a participação de mais de 3 milhões de empresas, e é possível que as grandes marcas sejam cobradas por vantagens adicionais, que as ajudaria a alcançar mais consumidores – e, consequentemente, a ganhar mais dinheiro.

Cofundador do WhatsApp deixa o Facebook

Além de ter sido palco para a divulgação das novidades para o WhatsApp, a F8 marcou a saída de Jan Koum, cofundador e CEO do mensageiro, do Facebook. Koum postou uma nota em sua conta pessoal na rede social confirmando a notícia, mas sem deixar claro os motivos. “Já faz quase uma década desde que Brian e eu começamos o WhatsApp, e tem sido uma jornada incrível com algumas das melhores pessoas. Mas é hora de seguir em frente”, declarou.

Há quase quatro anos, o aplicativo de bate-papo foi adquirido pela companhia de Mark Zuckerberg. Especula-se que desentendimentos sobre a forma como monetizar o WhatsApp e a preocupação em preservar os dados dos usuários possam ter sido algumas das razões para a saída.

De acordo com o Washington Post, o Facebook tinha interesse em realizar a cobrança de anuidade para obter dinheiro com o app, enquanto seus fundadores preferiam manter o modelo tradicional de publicidade. Também segundo o jornal, Koum acreditava que, para atender aos desejos da rede social de tornar as ferramentas do app mais funcionais, seria necessário tornar mais fraco o sistema de encriptação de mensagens.

Com informações G1

3333666766666

É hoje Galera! Nesta segunda-feira 30/4, tem o 1° Dia do EISENBAHN DAY na Buffalo Bill com uma promoção exclusiva de Eisenbahn 350ml custando apenas R$:3,50.

E tem mais,teremos diversão garantida a partir das 20:00 horas com Nilson Santos e Banda. Vem pra melhor Churrascaria da cidade, vem para o Bar e Churrascaria Buffalo Bill. Ficamos localizado na Alameda do Açude Grande e contamos com uma cozinha com vasta opção de churrascos e pratos regionais.

 

#buffalobillcampomaior #campomaiorpiaui #CampoMaior #piaui #musicaaovivo #show #eisenbahn #eisenbahnday #cervejagelada #cerveja #top

A edição experimental do WhatsApp para Android passou a salvar o áudio gravado pelo usuário, caso algum imprevisto ocorra – como, por exemplo, receber uma ligação no meio da gravação. Dessa forma, o usuário pode ouvir a mensagem de voz antes de enviá-la, permitindo regravar a o conteúdo caso seja necessário.

1f0c04e58c471ed3f7554ca8dd2370ee

A ferramenta apareceu na última atualização da versão de testes (2.18.123) para celulares Android. O sistema do Google está atrasado em relação ao da Apple, visto que o iPhone oferece recurso similar depois de semanas em testes. No tutorial a seguir, o TechTudo ensina como ouvir os áudios no Androidantes de enviá-los para os amigos. É necessário participar do programa de testes do mensageiro e estar com o aplicativo atualizado.

b64e0bd8ae90170ae57b8c8684848791

Passo 1. Abra uma conversa no WhatsApp e toque sobre o ícone de áudio para iniciar a gravação. Em seguida, deslize o dedo até o cadeado para travar.

Passo 2. Grave o áudio normalmente e, quando terminar, pressione o botão de início do seu celular para sair do WhatsApp. Depois, abra novamente o aplicativo.

Passo 3. Ao retornar à conversa, você poderá ouvir o áudio gravado antes de enviar. Para isso, basta tocar sobre o botão verde. Caso queira gravar novamente, use o ícone da lixeira para descartar o áudio e repita o processo.

Pronto! Aproveite as dicas para ouvir os seus áudios antes de enviá-los no WhatsApp para Android.

Com informações CV

A 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começa amanhã (23) e segue até 1º de junho. Fazem parte do grupo prioritário da vacina idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

saude vacina gripe 20170417 001

Pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais também devem se imunizar. Neste caso, é preciso apresentar uma prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem procurar os postos de saúde em que estão registrados para receber a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

De acordo com o Ministério da Saúde, os grupos prioritários totalizam 54,4 milhões de pessoas. A pasta informou que adquiriu 60 milhões de doses, que serão entregues aos estados em etapas. “O Ministério da Saúde está assegurando vacina para 100% do público-alvo da campanha”, acrescentou, em nota.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A definição, segundo o governo brasileiro, também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados, portanto, grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

Com informações AG/portalaz

paraiba60pronto